publicidade
11/10/18
Foto: Williams Aguiar/ Sport Club do Recife
Foto: Williams Aguiar/ Sport Club do Recife

Fellipe Bastos se diz motivado para voltar ao time titular do Sport

11 / out
Publicado por Wladmir Paulino em Notícias às 18:35

Já acionado no time titular no primeiro esboço do técnico Milton Mendes para o jogo contra o Atlético Paranaense, o volante Fellipe Bastos comemorou o fato de voltar ao time principal do Sport pouco mais de um mês após a última escolha. Ele confessou estar se sentindo como um garoto recém-promovido das divisões de base e com muita vontade de colaborar para a equipe sair da situação difícil em que se encontra.

Fellipe foi escolhido pelo técnico para substituir Jair, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. No trabalho de posicionamento na tarde desta quinta-feira (11), o time jogou com Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Adryelson e Evandro; Marcão, Fellipe Bastos, Gabriel e Marlone; Mateus Gonçalves e Michel Bastos.

Leia mais:

Matheus Gonçalves foi da piada à exaltação no Sport

“Estou querendo muito, parecendo um garoto que subiu da base, querendo mostrar que é capaz de mudar a situação do clube”, ressaltou. Ele retorna à titularidade depois de seu pior momento no Leão, quando chegou a ser afastado do grupo de relacionados para os jogos por decisão da antiga diretoria de futebol, assim como o meia Michel Bastos. A pedido do técnico Milton Mendes, ambos foram trazidos de volta.

“Essas semanas que fiquei fora foram complicadas, mas isso me fortaleceu e volto mais forte do que quando deixei o grupo. Espero que domingo eu volte a jogar, que é o que mais gosto”, pontuou.

Fellipe apontou que sua saída foi injusta. No seu entender, nunca desrespeitou ninguém no clube e até hoje não sabe porque foi colocado na ‘geladeira’. “Isso nunca tinha acontecido na minha carreira, ainda mais não sabendo o motivo. Mas eu e o Michel crescemos muito com isso, vimos que somos queridos por todos. Fortaleceu minha vontade de ficar aqui e ajudar ainda mais o Sport”, pontuou.

Capitão

O técnico rubro-negro confirmou que o rodízio de capitães será mantido na Arena da Baixada, mas sem antecipar quem usará a braçadeira desta vez. No primeiro jogo sob seu comando, com o Atlético Mineiro, a liderança dentro de campo coube ao goleiro Magrão. Diante do Inter foi a vez do meia Marlone. “Todos que aqui estão têm importância e devem exercitar os seus papéis de liderança. Nesse momento, precisamos de todos se incentivando mutuamente. Um convocando o outro para dar o seu melhor. Nós não temos apenas um capitão”, disse, em entrevista ao site oficial do Leão.


FECHAR