publicidade
13/09/18
Foto: André Nery/JC Imagem
Foto: André Nery/JC Imagem

Santa Cruz: segundo semestre para fazer contas e reduzir custos

13 / set
Publicado por Maria Lua Ribeiro em Notícias às 8:16

O segundo semestre de 2018, sem jogos oficiais para disputar, vem trazendo vários obstáculos para o Santa Cruz. O principal deles, financeiro. O clube precisa fazer contas e economizar cada centavo para manter o atual elenco e pensar em trazer reforços para a temporada que vem. O presidente tricolor, Constantino Júnior, comentou sobre o momento do time e a busca por soluções para o período de inatividade.

LEIA MAIS:

Em parceria com empresa, Santa Cruz projeta troca do gramado do Arruda

“Tininho responde”, brinca Roberto Fernandes sobre renovação com Santa Cruz

Arruda receberá partida de futebol americano

“Esse momento sem jogar é péssimo. Principalmente se tratando de uma entidade de atividades esportivas, que precisa estar se movimentando e jogando. É claro que existe um preço para isso, porque o clube precisa manter o elenco e é complicado esse calendário do futebol brasileiro”, disse Constantino em entrevista o repórter Anderson Gomes, para a Rádio Transamérica.

Estratégia

O dirigente afirmou que a participação dos torcedores, além do trabalho da diretoria e das pessoas envolvidas com o Santa Cruz, ajudarão o time a manter a equipe para as competições do ano que vem. “O clube tem feito gestão. Temos um núcleo de gestão que está trabalhando no futebol. As pessoas têm se mobilizado e nos ajudado”, comentou. “O clube tem buscado renovar o quadro para trazer gente nova, e ao mesmo tempo sem abrir mão da experiência e de pessoas que conhecem o clube”, explicou.

Redução de gastos

Constantino Júnior também afirmou que o Santa Cruz já iniciou o trabalho de diminuir despesas. “Temos que enxugar custos, buscar alternativas de receita, o que é muito difícil, principalmente em um ano eleitoral, e desportivamente falando, com Copa do Mundo. É preciso fazer gestão, contar cada centavo, fazer uma prospecção com inteligência do aproveitamento de cada centavo do clube”, finalizou.

 


FECHAR