publicidade
05/09/18
Foto: Bahia/Divulgação
Foto: Bahia/Divulgação

Sport afunda no segundo tempo e perde mais uma na Série A

05 / set
Publicado por Karoline Albuquerque em Notícias às 21:23

Com dois tempos distintos, o Sport voltou a amargar mais uma derrota na Série A do Campeonato Brasileiro. Na noite desta quarta-feira (5), os rubro-negros perderam para o Bahia por 2×0, na Fonte Nova, em Salvador, e seguem mergulhados na zona de rebaixamento. Após uma boa primeira etapa, na qual teve as melhores chances, os rubro-negros voltaram apagados no segundo tempo e viram o atacante Gilberto e o zagueiro Tiago marcarem após jogadas trabalhadas.

Com o resultado, o Sport permanece na 17ª colocação com 23 pontos. O cenário, porém, é mais caótico. Isto porque o Ceará (18º) venceu o Corinthians e empatou com os rubro-negros no número de pontos. Com uma vitória a mais, os pernambucanos ainda têm a vantagem. Chapecoense e Paraná, na lanterna, completam o quarteto do desespero.

Na próxima rodada, o Leão enfrenta o Cruzeiro, já neste sábado (8), às 16h, na Ilha do Retiro. A equipe de Salvador, por sua vez, visitará o líder São Paulo, no mesmo dia, às 19h.

 

O JOGO

O Sport fez um primeiro mais consistente do que o Bahia. Com uma marcação avançada, no campo defensivo dos donos da casa, os pernambucanos tentaram induzir o erro do adversário. Com mais de 21 desarmes, o triplo dos tricolores, foram explorando as falhas que os rubro-negros chegaram com mais perigo.

A primeira chance clara veio aos 10 minutos, quando Cláudio Winck deu belo passe para Gabriel, que chutou cruzado, obrigando Douglas a espalmar para escanteio. Aos 23, em novo contra-ataque, Winck voltou a aparecer bem. Após troca rápida de passes com Rogério, o lateral-direito se deparou com o camisa 1 baiano saindo da área. Na dividida, a bola sobrou para Andrigo, que, com o gol aberto, viu Nino Paraíba desarmar na “hora h”.

O Tricolor da boa terra só viria a assustar Magrão aos 40 minutos, quando a cria da base, o meia Ramires gingou na frente de Deivid, na grande área, e chutou forte de esquerda. A bola explodiu na trave, deixando o grito de gol entalado na Fonte Nova.

O início da segunda etapa mostrou um Sport irreconhecível, se comparado à primeira metade de partida. Com proposta totalmente diferente, esperando o Bahia, os rubro-negros ficaram expostos, apesar do grande número de atletas no seu setor. A conta não demoraria a chegar. Logo aos sete minutos, o meia Gregore arrancou do meio de campo e, com em apenas cinco toques na bola, encontrou Gilberto livre penetrando na pequena área. O camisa nove apenas escorou para o fundo das redes.

Desestabilizado e sem padrão tático definido, o técnico Eduardo Baptista promoveu as entradas de Rafael Marques e Felipe Bastos, visando conter o ímpeto baiano. As mudanças pouco surtiram efeito e o Tricolor de Aço continuou tendo as oportunidades mais incisivas. Em uma delas, já aos 39 minutos, o zagueiro Tiago aproveitou uma falha generalizada da defesa rubro-negra para dar números finais ao duelo: 2×0.

 

FICHA DA PARTIDA – BAHIA 2 x 0 SPORT

Bahia: Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Tiago, Lucas Fonseca e Paulinho (Everson); Gregore, Elton, Ramires (Flávio) e Zé Rafael; Marco Antônio (Clayton) e Gilberto. Técnico: Enderson Moreia.

Sport: Magrão; Ernando, Ronaldo Alves e Durval; Cláudio Winck (Rafael Marques), Deivid (Mateus Gonçalves), Neto Moura (Fellipe Bastos), Gabriel e Sander; Andrigo e Rogério. Técnico: Eduardo Baptista.

Série A (23ª rodada). Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA). Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP). Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Anderson José de Moraes Coelho (ambos de São Paulo). Gols: Gilberto, aos 7′ do 1ºT e Tiago, aos 39′ do 2ºT. Cartões amarelos: Ronaldo Alves (S); Zé Rafael (B). Público: 13.816. Renda: R$ 210.104


FECHAR