publicidade
12/07/18
Foto: Reprodução/Ascom SCFC
Foto: Reprodução/Ascom SCFC

Elenco do Santa Cruz atento para não repetir erros contra o Globo-RN

12 / jul
Publicado por Maria Lua Ribeiro em Notícias às 9:00

Nas duas últimas rodadas da Série C, o Santa Cruz saiu vitorioso de campo. O primeiro jogo, foi diante do ABC e disputado fora de casa (3×0), já o seguinte, o Tricolor venceu o Remo por 2×0 dentro de casa, porém o time comandado por Roberto Fernandes passou por alguns sufocos. Pensando nisso, o elenco coral espera vencer o próximo compromisso com mais tranquilidade, e para isso deve mudar de postura. O Santa Cruz recebe o Globo-RN no sábado (14), às 19h.

LEIA MAIS:

Willian Maranhão e Eduardo buscam entrosamento no meio-campo do Santa Cruz

Com dores na coxa, Pipico deixa o treino do Santa Cruz antes do término

Volante do Santa Cruz determinado a manter sequência de vitórias

“A questão do jogo contra o ABC foi um jogo que a gente ficou focado do início ao fim, a gente precisava daquele resultado fora de casa e conseguimos, e o jogo contra o Remo foi um jogo atípico né, até porque a gente vinha bem o primeiro tempo, no segundo tempo a caímos um pouco, aceitamos o ritmo do Remo, até pelo desespero”, explicou o volante do Santa Cruz, Willian Maranhão.

O atleta também evidenciou que jogando em casa, o Santa Cruz não deve correr tantos riscos de desperdiçar pontos na reta final desta etapa da Série C. “Eles estão lá embaixo, mas avançaram dentro de campo. Não poderíamos aceitar que o Remo ditasse o ritmo na nossa própria casa. E foi o que Roberto (Fernandes) falou logo depois do jogo. Dentro de casa a imposição tem que ser nossa, do início ao fim. Não podemos deixar o Remo ou o Globo. E na próxima rodada vamos entrar em campo com esse pensamento. Não vamos deixar que a equipe do Globo nos pressione como aconteceu com o Remo”, afirmou.

Mudança

Willian Maranhão também projetou a o esquema tático do próximo jogo do Santa Cruz, devido a uma alteração “forçada”, tendo em vista que Arthru Rezende está suspenso. “É, vai mudar um pouquinho as características né, porque o Jaílson é mais de ataque, mais de chegada, o Arthur recompõe um pouco melhor, mas em termo de função ali vai ser a mesma coisa, o Jaílson vem se doando também para fazer a mesma função do Arthur e vamos parecido para o jogo, não vamos mudar muito”, finalizou.

 



FECHAR