publicidade
23/05/18
Quatro torcedores deram entradam no Hospital da Restauração nesse domingo. Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Quatro torcedores deram entradam no Hospital da Restauração nesse domingo. Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Torcedores agredidos após briga recebem alta nesta quarta-feira

23 / maio
Publicado por Maria Lua Ribeiro em Notícias às 10:52

A eliminação do Santa Cruz da Copa do Nordeste foi motivo de confusão após o jogo. Depois da derrota de 4×1 para o ABC na noite dessa terça-feira (22), torcedores das duas equipes entraram em conflito nas proximidades do Arruda. De acordo com informações da Polícia Militar (PM), quatro torcedores ficaram feridos. Dois deles foram liberados e os outros dois foram socorridos para a emergência do Hospital da Restauração (HR), no bairro do Derby, área central do Recife, mas devem receber alta ainda nesta quarta-feira (23).

LEIA MAIS:

Santa Cruz foca no acesso à Série B, principal meta da temporada

Torcida do Santa Cruz tece duras críticas após goleada para o ABC

Após sofrer goleada em casa, atletas do Santa Cruz falam em vergonha

Segundo informações da reportagem da TV Jornal, as vítimas estavam com uma torcida organizada do time visitante e foram espancados até a chegada da polícia. A PM informou que efetivo foi acionado por volta das 20h30, para a Rua Luiz Antônio da Silva.

Inicialmente a equipe se deslocou com as quatro vítimas até a Policlínica da Campina do Barreto, na Zona Norte da capital pernambucana. Lá, dois rapazes foram liberadas após o atendimento, enquanto outros dois, identificadas como Artur Felipe, de 26 anos, e Elias José de Oliveira, de 28, foram transferidos para o HR. Um deles é recifense, enquanto o outro veio de Natal, no Rio Grande do Norte, para acompanhar o jogo.

Estado de saúde

De acordo com informações do HR, tanto Artur quanto Elias já passaram por avaliações no setor neurológico da unidade de saúde e não foi constatada nenhuma lesão grave. Ambos devem ser liberados ainda hoje.

A PM ainda confirmou que a confusão teria sido originada entre rivais, que marcaram o confronto previamente. Os agressores não foram identificados e até o momento ninguém foi preso. Por meio de nota a PM também informou que “segurança externa no estádio foi feita por 234 policiais, sob coordenação do 13º BPM, e que nenhum outro incidente grave foi registrado, seja na parte interna, externa ou em terminais integrados, estações e nas vias de acesso, totalmente cobertas com a presença da corporação”. 


FECHAR