publicidade
24/01/15

Sport vence o Nacional-URU e fatura a Taça Ariano Suassuna

24 / jan
Publicado por Matheus Albino em Notícias às 20:24

Bastaram três minutos para Samuel marcar o primeiro gol com a camisa do Sport. Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem
Bastaram três minutos para Samuel marcar o primeiro gol com a camisa do Sport. Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem

O Sport derrotou o Nacional-URU neste sábado, na Arena PE, em jogo válido pela Taça Ariano Suassuna, pelo placar de 2×1. Os gols foram marcados por Samuel e Danilo, Durval (contra) descontou para o time uruguaio, todos ainda na etapa inicial.

Foi o primeiro jogo oficial do time em 2015 e o futebol apresentado deixou uma boa impressão para a torcida, que compareceu em bom número, e o técnico Eduardo Baptista. Apesar do caráter amistoso o Leão entrou em campo com tudo e decidiu o jogo logo nos primeiros 45 minutos.

Aos poucos alguns jogadores foram cansando e sendo substituídos. O duelo contra uma equipe que está na Libertadores foi o teste de fogo para o Rubro-Negro que já terá um clássico contra o Santa Cruz na estreia do hexagonal do título do Campeonato Pernambucano.

O JOGO – O Sport não entrou em campo em clima de amistoso e dominou praticamente todo o primeiro tempo. Com um toque de bola envolvente desde a defesa, o Rubro-Negro criou as melhores oportunidades diante de um Nacional que só saiu da defesa quando tomou o segundo gol.

Logo aos quatro minutos o Sport abriu o placar com o estreante Samuel. Escalado na vaga de Joelinton o camisa 19 recebeu um bom passe e tocou com calma no canto esquerdo de Munuá. Apesar do desentrosamento o trio ofensivo formado por Régis, Samuel e Elber deu muita velocidade ao ataque e trabalho à defesa uruguaia.

Danilo anotou o segundo gol a favor do Leão. Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem
Danilo anotou o segundo gol a favor do Leão. Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem

Em uma delas, aos 19 minutos, Régis lançou Elber que entrou na área e chutou forte, a bola tocou na trave e sobrou nos pés de Danilo. Sem conseguir manter o ritmo forte dos primeiros minutos, muito por conta da falta de ritmo, o Sport foi recuando e dando espaço para o adversário.

O time de Montevidéu buscou uma reação e evitar uma goleada ainda nos primeiros 45 minutos. A maioria das jogadas saíram pela esquerda com Manuel Díaz. Aos 37 ele cruzou rasteiro buscando o perigoso Alonso, mas a bola acabou desviando em Durval e entrando nas redes de Magrão.

Segundo tempo

O técnico Eduardo Baptista promoveu duas mudanças no intervalo. Ronaldo e Mike entraram nas vagas de Neto e Régis. Com isso o esquema de jogo também mudou, o Sport ficou sem um meia centralizado e ganhou mais um jogador para atuar pelos lados.

Assim como na etapa inicial a marcação esteve mais à frente para anular as investidas do time uruguaio. A primeira grande chance foi do Nacional, aos 13 minutos Alonso foi derrubado na risca da grande área. Ele mesmo cobrou e acertou a barreira.

Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem

Eduardo Baptista percebeu que alguns jogadores cansaram e fez outras cinco substituições. Magrão, Samuel, Alex Silva, Elber e Danilo saíram para as entradas de Danilo Fernandes, Joelinton, Vítor, James Dean e Wendel. O Nacional também fez as suas trocas. Barcia e Gonzalo Bueno assumiram os lugares de González e Fernandez.

Apesar de várias mexidas o segundo tempo foi de poucas emoções. Mas as jogadas duras persistiam, assim como a catimba uruguaia. Em um dos vários lances ríspidos o Tricolor uruguaio teve um de seus principais jogadores expulso. Ivan Alonso fez falta dura em Wendel, tomou o segundo amarelo e foi expulso em seguida. Fim de jogo na Arena PE e o Sport levantou a sua primeira taça no ano.

Imagem da taça Ariano Suassuna. Foto: Matheus Albino / Blog do Torcedor
Imagem da taça Ariano Suassuna. Foto: Matheus Albino / Blog do Torcedor

Ficha de jogo

Sport: Magrão; Alex Silva (Vítor); Durval, Páscoa e Renê; Rithely, Neto (Ronaldo), Danilo (Wendel) e Régis (Mike); Elber (James Dean) e Samuel (Joelinton). Técnico Eduardo Baptista

Nacional-URU: Munua; Romero, Guillermo de los Santos, José Aja e Díaz; Arismendi, Gonzalo Porras, Carlos de Pena e Ignacio Gonzalez (Barcia); Ivan Alonso e Sebastian Fernandez(Gonzalo Bueno). Técnico: Alvaro Gutiérrez.

Taça Ariano Suassuna. Local: Arena PE. Data: 24/01. Árbitro: Nielson Nogueira Dias. Gols: Samuel (aos 4min) e Danilo (aos 14min) do primeiro tempo. Nacional – Durval (contra). Público: 22.356. Renda: R$: 547. 250


FECHAR