publicidade
09/08/14

Keno e Wescley brilham e Santa Cruz vence o Náutico

09 / ago
Publicado por Matheus Albino em Notícias às 18:17

Imagem de Keno e Wescley. Foto: Diego Nigro - JC Imagem
Imagem de Keno e Wescley. Foto: Diego Nigro – JC Imagem

Clássico é decidido nos detalhes. Frase velha do mundo do futebol mas que ainda prevalece em partidas entre dois grandes rivais. O Santa Cruz e Náutico deste sábado no Arruda pela 15°rodada da Série B foi  assim, decidido num detalhe crucial, a individualidade. Keno e Wescley chamaram a responsabilidade e marcaram os três gols que decidiram o clássico a favor do Santa, 3×0 sobre o Náutico.

» A festa tricolor em vídeo

Keno começou a partida na vaga de Pingo e foi importante para o time.O jogo estava bem equilibrado e tudo indicava que alguém teria que chamar a responsabilidade para decidir o clássico das emoções. Marcação forte dos dois lados, principalmente do Náutico.

Mas, no início do segundo tempo Keno fez uma bela jogada arrancando da intermediária e parando na grande área com um toque rasteiro no canto esquerdo de Alessandro. O gol foi um banho de água fria para o time de Sidney Moraes, que não teve poder de reação e  caiu diante dos tricolores no Arruda.

Leo Gamalho não fez gol mas deu dois passes para Wescley. Foto: Diego Nigro - JC Imagem
Leo Gamalho não fez gol mas deu dois passes para Wescley. Foto: Diego Nigro – JC Imagem

E as coisas pioraram quando Wescley entrou no lugar de Natan no segundo tempo. Ele marcou dois gols e decretou a vitória tranquila para os donos da casa. Com os três pontos o Tricolor subiu para a nona posição com 22 pontos e colou no G-4, agora está a três do quarto colocado, o Joinville.

Já o Náutico, caiu para a 15° posição com 18 pontos. Na próxima rodada, o Tricolor recebe o Bragantino no Arruda, no próximo sábado, enquanto o Timbu cumpre o jogo atrasado contra o Vasco na próxima terça-feira na Arena Pernambuco.

O jogo

Foto: Diego Nigro - JC Imagem
Foto: Diego Nigro – JC Imagem

O primeiro tempo começou com o Santa Cruz fazendo uma blitz na defesa alvirrubra que apostava nos contra ataques para tentar pegar os donos da casa de surpresa. Armado com dois meias, Natan e Carlos Alberto, os dois chamaram os  laterais, Tony e Renatinho, para criar e conseguir as melhores chances.

Léo Gamalho teve duas boas oportunidades no jogo. Na primeira, não aproveitou o rebote de Alessandro no chute de Keno e isolou a bola. Na segunda chance do primeiro tempo, entrou na área após bom passe de Natan e chutou cruzado mas para fora.

Armado no contra ataque, o Náutico conseguiu aos poucos equilibrar a partida e também foi criando as suas chances de gol. Marinho era o principal articulador, mas teve as boas subidas de Raí e Neílson para ajudá-lo. A melhor chance alvirrubra no primeiro tempo foi com Tadeu.

Neílson cruzou na cabeça do camisa 9 que mandou a bola no canto esquerdo, mas Tiago Cardoso estava bem posicionado e fez a defesa. Foram poucas as chances no primeiro tempo, mas os donos da casa tiveram as melhores.

Segundo tempo

Foto: Diego Nigro - JC Imagem
Foto: Diego Nigro – JC Imagem

A etapa final começou logo com o Náutico assustando o Santa. Em boa jogada, Neílson cruzou para Tadeu que cabeceou forte e Tiago fez um milagre. Mas o lance já estava sendo anulado pelo árbitro que marcou falta do atacante em Everton Sena.

A resposta do Santa foi da pior forma para o Náutico, com gol. Aos 12 minutos Keno chamou a responsabilidade e arrancou da intermediária, entrou na área e chutou rasteiro, gol do Santa Cruz. Quando Sidney Moraes tentava dar um poder de reação ao time viu Wescley receber na entrada da área e chutar forte no canto de Alessandro.

Foto: Diego Nigro - JC Imagem
Foto: Diego Nigro – JC Imagem

Mesmo assim Sidney colocou Vinícius no lugar de Marcos Vinícius e Vitor Michels na vaga de Roberto. Não adiantou nada, o Náutico ainda estava dependendo de Marinho, único jogador com poder de criação e que apareceu pouco na partida. Aos 48, Wescley entrou na área e, livre, tocou de perna direita por cima de Alessandro.

FICHA DA PARTIDA – SANTA CRUZ  3X0 NÁUTICO

SANTA CRUZ – Tiago Cardoso; Tony (Nininho), Everton Sena, Marllon e Renatinho; Sandro Manoel, Everton, Carlos Alberto e Natan (Wescley); Keno (Pingo) e Léo Gamalho. Técnico: Sérgio Guedes.

NÁUTICO – Alessandro, Neílson, Mario Risso, Renato Chaves e Raí; Elicarlos, Gilmak, Roberto (Vitor Michels), Marcos Vinícius (Vinícius) e Marinho; Tadeu. Técnico: Sidney Moraes.

Série B (15ª rodada). Local: Arruda, Recife (PE). Árbitro:  Pericles Bassols Pegado Cortez (RJ). Auxiliares:  Clovis Amaral da Silva e  Albino Andrade Albert Junior (ambos de Pernambuco). Cartões amarelos: Santa Cruz – Natan, Marllon e Keno; Náutico – Neílson e Gilmak. Gols: Santa Cruz – (Keno, aos 12 minutos do 1°t) e Wescley (aos 28 e 48 min do 2°t)


FECHAR