ADMIRAÇÃO

Fã de Paulo Gustavo viajou de São Paulo até o Rio para torcer pela saúde do ator na porta do hospital

Fã de Paulo Gustavo viajou de São Paulo até o Rio para torcer pela saúde do ator na porta do hospital

Paulo Gustavo - Foto: reprodução

Publicado em Notas 4/05/2021 às 10:04

Antes de confirmada a morte de Paulo Gustavo, na noite desta terça (4), e depois do boletim médico afirmando que o estado de saúde de Paulo Gustavo vinha “deteriorando de forma importante” e que o quadro era irreversível, fãs do ator foram para a porta do hospital onde ele estava internado desde o dia 13 de março, no Rio de Janeiro.

ASSISTA:

Vídeo mostra comovente mensagem de amor deixada pelo ator

Vídeo mostra ator dizendo que tinha medo de pegar covid-19 e morrer; assista ao vídeo

Uma delas, Fernanda Cortese, de 59 anos, que está há mais dias. Em entrevista ao portal UOL, ela disse que saiu de São Paulo e foi até o Rio de Janeiro para apoiar o humorista. “Sou muito fã dele. Adoro o ‘Vai que Cola’ e me divirto com ‘Minha Mãe É uma peça’. Queria ver a família, o [ator] Marcos Majella, sou fã deles. Sou muito católica e estou em orações”, disse ela sobre o quanto admira Paulo Gustavo.

A mulher, que está desempregada, recebeu auxílio emergencial e gastou R$ 85 de passagem mais R$ 30 para se hospedar em um quarto na rua Anita Garibaldi, em Copacabana, perto do hospital. “Estou acompanhando ele há 20 dias. Estou rezando para que Deus tire esse sofrimento dele.”

LEIA MAIS:

< Preta Gil publica vídeo de Paulo Gustavo e torce pela sua melhora: “Você é forte e está lutando”

Ingrid Guimarães lamenta piora no estado de saúde de Paulo Gustavo

Fernanda Gentil pede um milagre para Paulo Gustavo, intubado em estado grave

A luta de Paulo Gustavo

O estado de saúde de Paulo Gustavo, que faleceu na noite desta terça-feira (4), vinha sendo acompanhado há quase dois meses pelo País, com muitos pedidos de oração e desejo de que o ator se recuperasse da covid-19 e voltasse a fazer os brasileiros rirem. Internado no dia 13 de março, na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital no Rio de Janeiro, ele precisou ser intubado no dia 22 de março, quando necessitou de ventilação mecânica invasiva.

Desde então, o quadro de saúde de Paulo Gustavo vinha inspirando cuidados intensivos, como a utilização de ECMO, espécie de pulmão artificial, entre outros procedimentos médicos. No dia 11 de abril, o marido do humorista, o médico Thales Bretas, publicou: “O quadro clínico do meu amor está difícil, mas para ele nada é impossível”.

Já no dia 15 de abril, a equipe médica que cuida de Paulo Gustavo informou que estava com “mais confiança” na recuperação. À época, a mãe do ator, dona Déa, comemorou a boa evolução no quadro do filho (“Estamos te esperando”), que chegou a se mexer duas vezes, tentando se comunicar.

No entanto, o quadro de saúde de Paulo Gustavo seguiu preocupante. No dia 27 de abril, informou-se que ele foi diagnosticado com pneumonia bacteriana. Dois dias depois apresentou melhoras. “Esperando você”, publicou Thales Bretas, com quem Paulo Gustavo se casou e teve dois filhos, os pequenos Gael e Romeu, de apenas 1 ano e meio.

Já no início desta terça-feira (4), o boletim médico informava que o estado de saúde de Paulo Gustavo vinha “deteriorando de forma importante”, embora, “apesar da irreversibilidade do quadro”, ele ainda se encontrava “com sinais vitais presentes”. No entanto, foi confirmada a morte do ator após às 21h.

Compartilhe
Publicado por
Romero Rafael

Comentários