TRISTE NOTÍCIA

Estado de saúde de Paulo Gustavo é irreversível, diz boletim médico

Publicado em Famosos 4/05/2021 às 20:13
Estado de saúde de Paulo Gustavo é irreversível, diz boletim médico

Paulo Gustavo - Foto: reprodução

Atualizada às 22h30

Horas antes de anunciada a morte de Paulo Gustavo, na noite desta terça-feira (4), a equipe médica que cuidava da saúde de Paulo Gustavo, internado desde o dia 13 de março por causa da covid-19, divulgou comunicado informando que o estado de saúde dele vinha “deteriorando de forma importante” devido à embolia ocorrida no domingo (2), quando o humorista, que apresentava melhora, involuiu na reação ao tratamento e passou a apresentar piora.

O boletim médico diz, ainda, que “apesar da irreversibilidade do quadro, o paciente ainda se encontra[va] com sinais vitais presentes”. Na tarde desta terça (4), sites e perfis nas redes sociais haviam publicado que Paulo Gustavo havia morrido, informação desmentida por amigos como Tatá Werneck.

Leia o comunicado na íntegra:

“Após a constatação da embolia gasosa disseminada ocorrida no último domingo, em decorrência de fístula brônquio-venosa, o estado de saúde do paciente vem deteriorando de forma importante.
Apesar da irreversibilidade do quadro, o paciente ainda se encontra com sinais vitais presentes.

LEIA TAMBÉM

< Antes de ser internado, Paulo Gustavo disse ter medo de pegar covid-19 e morrer; assista ao vídeo

< Mãe de Paulo Gustavo pede ajuda a Irmã Dulce para recuperação do filho

< Ingrid Guimarães lamenta piora no estado de saúde de Paulo Gustavo

< Fernanda Gentil pede um milagre para Paulo Gustavo, intubado em estado grave

A luta de Paulo Gustavo

O estado de saúde de Paulo Gustavo, que faleceu na noite desta terça-feira (4), vinha sendo acompanhado há quase dois meses pelo País, com muitos pedidos de oração e desejo de que o ator se recuperasse da covid-19 e voltasse a fazer os brasileiros rirem. Internado no dia 13 de março, na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital no Rio de Janeiro, ele precisou ser intubado no dia 22 de março, quando necessitou de ventilação mecânica invasiva.

Desde então, o quadro de saúde de Paulo Gustavo vinha inspirando cuidados intensivos, como a utilização de ECMO, espécie de pulmão artificial, entre outros procedimentos médicos. No dia 11 de abril, o marido do humorista, o médico Thales Bretas, publicou: “O quadro clínico do meu amor está difícil, mas para ele nada é impossível”.

Já no dia 15 de abril, a equipe médica que cuida de Paulo Gustavo informou que estava com “mais confiança” na recuperação. À época, a mãe do ator, dona Déa, comemorou a boa evolução no quadro do filho (“Estamos te esperando”), que chegou a se mexer duas vezes, tentando se comunicar.

No entanto, o quadro de saúde de Paulo Gustavo seguiu preocupante. No dia 27 de abril, informou-se que ele foi diagnosticado com pneumonia bacteriana. Dois dias depois apresentou melhoras. “Esperando você”, publicou Thales Bretas, com quem Paulo Gustavo se casou e teve dois filhos, os pequenos Gael e Romeu, de apenas 1 ano e meio.

Já no início desta terça-feira (4), o boletim médico informava que o estado de saúde de Paulo Gustavo vinha “deteriorando de forma importante”, embora, “apesar da irreversibilidade do quadro”, ele ainda se encontrava “com sinais vitais presentes”. No entanto, foi confirmada a morte do ator após às 21h.

Compartilhe
Publicado por
Romero Rafael

Comentários