CORONAVÍRUS

Há um mês, Paulo Gustavo era intubado por complicações da Covid. Relembre a trajetória do artista

Há um mês, Paulo Gustavo era intubado por complicações da Covid. Relembre a trajetória do artista

Paulo Gustavo (Imagem: Reprodução/Instagram)

Publicado em Famosos 22/04/2021 às 8:01

No dia 22 de março deste ano, o humorista Paulo Gustavo apresentou uma piora no seu quadro de Covid-19. Ele estava internado no Rio de Janeiro desde o dia 13 do mesmo mês, mas precisou intubado. Nesta quinta-feira, 22, completa-se exatamente um mês desde a intubação do artista.

LEIA TAMBÉM: Internado em estado grave, Paulo Gustavo tenta se comunicar: “Mexeu duas vezes”

Na época, a assessoria de Paulo Gustavo informou que ele “necessitou entrar em uma ventilação mecânica invasiva”. O ator tem asma, e por isso é considerado grupo de risco da Covid.

Entre melhoras e instabilidades, a mãe do humorista, Déa Lucia Amaral, tem realizado, diariamente, orações para o filho. Pelas redes sociais, a matriarca tem agradecido o apoio e fãs e amigos, e convocado correntes de fé.

Quem também tem torcido muito para a recuperação de Paulo Gustavo é a amiga íntima do ator, Tatá Werneck. Na web, a apresentadora confessou que envia mensagens de áudio todos os dias para que ele ouça quando se recuperar.

O próprio artista recorreu às orações momentos antes de ser intubado. De acordo com o jornal Correio, meia hora antes da intubação, Paulo Gustavo recorreu à Santa Dulce. “Ele me mandou mensagem pedindo que eu rogasse à irmã Dulce para cuidar dele. Essa foi a última mensagem que recebi”, conta Maria Rita Lopes, superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce.

“Te amo. Já volto”

Enquanto isso, o marido de Paulo Gustavo, Thales Bretas, tem acompanhado de perto as melhoras e pioras do artista. Antes da intubação, os dois se despediram com risadas e um “já volto”.

“Você brincou com médicos, enfermeiros, fez piadas, todo mundo riu, depois você se emocionou”, conta Susana Garcia, amiga de Paulo.

Saúde

No início deste mês, o humorista passou por um novo procedimento e agora utiliza de um ECMO, conhecido como pulmão artificial. A sigla em inglês se trata de oxigenação por membrana corpórea e é uma tecnologia que ajuda no tratamento contra Covid.

Nas redes sociais, Thales Bretas pediu doações de sangue para o marido por conta do tratamento. “Por causa do ECMO, ele tem que ficar anticoagulado, perde um pouco de sangue”, explicou. Por isso, o ator precisou de algumas transfusões.

Nos últimos boletins médicos, a equipe que cuida de Paulo Gustavo apresenta “mais confiança” na recuperação. Contudo, o quadro do artista é grave e ainda preocupa. “O quadro clínico do paciente, embora ainda preocupante, é de estabilidade; com alguns sinais mais evidentes de recuperação”, afirma o documento. O ator segue com a ECMO e ventilação mecânica.

Homofobia

Mesmo passando por um momento difícil e doloroso, Paulo Gustavo foi alvo de ataques homofóbicos. Um pastor da Assembleia de Deus de Alagoas, por exemplo, afirmou que iria orar pela morte do artista porque ele é gay. No Instagram, o pastor José Olímpio publicou uma foto do ator e falou sobre sua morte.

LEIA TAMBÉM: Pastor que disse orar pela morte de Paulo Gustavo pede desculpas e fala que tentou “defender a honra de Deus”; leia carta

“Esse é o ator Paulo Gustavo que alguns estão pedindo oração e reza. E você vai orar ou rezar? Eu oro para que o dono dele o leve para junto de si”, escreveu.

Compartilhe
Comentários