TIME100 NEXT

Guilherme Boulos e Anitta são os brasileiros considerados “lideranças emergentes” globais pela Time

Guilherme Boulos e Anitta são os brasileiros considerados “lideranças emergentes” globais pela Time

Guilherme Boulos e Anitta fazem parte da lista da Time (Imagem: Reprodução)

Publicado em Famosos Música Política 17/02/2021 às 8:57

A revista Time lançou, nesta quarta-feira (17), mais uma edição das suas tradicionais listas que analisam o cenário global. A publicação estadunidense divulgou hoje a 2021 TIME100 NEXT, que traz 100 nomes considerados “lideranças emergentes que estão moldando o futuro”. Dentre eles, estão dois brasileiros: Guilherme Boulos (PSOL) e a cantora Anitta.

LEIA TAMBÉM > Príncipe Philip é hospitalizado em Londres

Para o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), pesaram dois fatores: a surpresa nas eleições para a Prefeitura de São Paulo, nas quais obteve 40,6% dos votos, enquanto a expectativa antes do pleito era 10%; e a análise de que ele pode ser um nome que possa unir a esquerda para desafiar a extrema-direita do atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em 2022.

“Boulos trabalha há duas décadas como um organizador comunitário em bairros pobres. (…) Analistas dizem que sua performance chocante na influente cidade o estabeleceu como uma figura ascendente na política brasileira e deu à esquerda um novo caminho para seguir. Muitos esperam Boulos na corrida presidencial em 2022 e para desempenhar um grande papel na reconstrução da força da esquerda até lá”, diz a publicação.

Já Anitta é vista pela publicação da Time como uma artista self-made, isto é, que construiu sua carreira com méritos próprios. A descrição que acompanha o nome do artista foi assinada por um colega de profissão, J Balvin, com quem a cantora lançou o sucesso Downtown.

“Anitta é uma verdadeira empreendedora, que transformou seu movimento em um império. Ela pegou o som do Brazil — o funk, que é como nosso reggaeton — e o levou a outro nível, levando esse som para todo mundo. Ela representa mi gente (minha gente), el pueblo (o povo), las masas (as massas), os sonhadores, os empreendedores. E através da seua música, ela abriu portas para outros. (…) Atrás da sua face de super-heroína há um real e sensível ser humano, que entrega tanto para as pessoas. Ela tem talento suficiente para continuar conquistando o mundo”, escreveu o artista na publicação.

Compartilhe
Publicado por
Augusto Tenório

Comentários