PARQUE

Conheça a Usina de Arte: paraíso da Cultura na Mata Sul

Conheça a Usina de Arte: paraíso da Cultura na Mata Sul

Obra de Frida Baranek. Foto Andrea Rego Barros

Publicado em Notas 8/02/2021 às 9:02

Um paraíso da cultura, do belo, da contemplação, pertinho do Recife. Chama-se Usina de Arte, antiga usina Santa Terezinha, transformada por Bruna e Ricardinho Pessoa de Queiroz a 1h40 do Recife, no município de Água Preta. São mais de 30 obras espalhadas por 30 hectares. Tudo ao ar livre, aberto, para todos.

Obra de Flavinho Cerqueira. Foto Andrea Rego Barros

Você pode ter pensando até em Inhotim, em Minas Gerais, diante dessas primeiras linhas. Pode, mas não deve.

A Usina de Arte vai além. “O principal trabalho nosso é educacional. E trazer de volta a autoestima das pessoas que moram aqui na região. Trazer dignidade e sensação de pertencimento”, esclarece Bruna.

Obra de José Spaniol. Foto Andrea Rego Barros

E, desde 2015, quando deu-se o start no projeto, percebe-se uma revolução na região. Primeiro, brilho nos olhos. Orgulho. Depois empoderamento e possibilidade de novos negócios. A entrada ao parque do Jardim Botânico é gratuita, mas há serviço de guia pago – com nomes da região – aluguel de “trenzinho” para se locomover com maior rapidez, restaurantes e até uma pousadinha. Legal também de ver a população usufruindo do espaço. Seja para conhecer, para andar de bicicleta, correr ou até fazer seu piquenique.

Há também uma forte consciência ambiental com reflorestamento do bioma. “Já percebemos a volta de várias espécies que não mais víamos por aqui”, avisa Ricardinho.

VISITA

A Usina abre todos os dias, enquanto tiver Sol. Tem estacionamento na frente. É bom ir cedinho, com tempo, caminhando, descobrindo, lendo as explicações e refletindo…

Obra Diva, de Juliana Notari

São quase 35 obras, espalhadas nos 30 hectares, nomes internacionais e locais como Geórgia Kyriakakis, Saint Clair Cemin ,José Spaniol, José Rufino, Flávio Cerqueira, Bené Fonteles, Hugo França, Paulo Bruscky, Marcelo Silveira, Liliane Dardot, Marcio Almeida, Frida Baranek, Artur Lescher, Carlos Vergara, Júlio Villani, Iole de Freitas, Vanderley Lopes e Juliana Notari, com a Diva; aquela obra que é uma vagina que ficou bem conhecida na internet pelo seu objeto. Na agulha para ser montada, uma nova, assinada por Carlos Garaicoa num trabalho sensível em Murano.

SERVIÇO:
onde ficar:
camping (Iractan) – 81 – 99119-3259
pousada Mandacaru Abacate 82-99338-9793
casas da comunidade (Ritinha) – 81-98156-9990
onde comer:
Jardim Botânico – 81-99119-3259
Mandacaru Abacate – 82 – 99338-9793
Ró Lanches – 81-97120-5153
Alquimia – 81-98225-1281
Capim de Cheiro – 81-98144-1691
guias:
Thales Clementino – 82-993033244
Neia – 81-98144-1691

Compartilhe
Publicado por
Mirella Martins

Comentários