DESCANSE EM PAZ

Renomado estilista francês, Pierre Cardin morre aos 98 anos

Renomado estilista francês, Pierre Cardin morre aos 98 anos

Pierre Cardin (Imagem: JOEL SAGET / AFP)

Publicado em Moda MODA/BELEZA 29/12/2020 às 9:35

Renomado designer de moda francês, Pierre Cardin faleceu aos 98 anos. A informação, de acordo com a Agence France-Presse (AFP), foi confirmada pela família. O estilista era visto como um grande visionário da área: foi um dos pioneiros do ready-to-wear (pronto para vestir) e um dos grandes responsáveis pela retomada da alta costura na França pós-guerra. Sem causas divulgadas, ele faleceu na manhã desta terça, no American Hospital de Neuilly, a oeste de Paris.

Pierre Cardin nasceu na comuna San Biagio di Callalta, localizada em Veneza (Itália), no dia 2 de julho de 1922. Nesse momento, atendia pelo nome de Pietro, nome dado pelos seus pais. Ele era filho de agricultores italianos que, em 1924, fugiram do seu país de origem aterrorizados pela ascensão do fascismo.

Pierre Cardin, um visionário

Seu contato com a moda e costura deu-se por volta dos seus 14 anos, quando tornou-se alfaiate em Saint-Etienne, cidade que fica no centro-leste da França, a 60 km de Lyon. Aos 22 anos, já atendendo por Pierre Cardin, na Paris de 1944, começou a trabalhar na casa Paquin, da renomada estilista Jeanne Paquin, e na Schiaparelli. Em 1946, foi assistente de Jeanne Lanvinna na criação do figurino do filme A bela e a fera (Jean Cocteau).

Pierre Cardin em 1950 (Foto: Reprodução/Site Pierre Cardin)

No ano seguinte, Christian Dior acabara de abrir sua própria casa de moda e Pierre Cardin foi o primeiro funcionário, o que lhe permitiu colaborar com a criação do o tailleur Bar. Três anos mais tarde, em 1950, fundou o seu próprio ateliê, onde começou a desenhar máscaras e figurinos para teatro. Logo, deu vida e fama ao seu estilo único de formas esculturais e abstratas no tecido, criando peças de vinil e peles falsas.

Em 1954, seus vestidos “bolha” (bubble dresses) lhe deram fama internacional e ele abriu sua primeira boutique parisiense, a Eve. Com a França como vitrine, sua moda se tornou bastante conhecida, principalmente, nos Estados Unidos e na Ásia. Pierre Cardin também era famoso por vestir diversas personalidades, como os Beatles e a atriz Jeanne Moreau, com quem se relacionou durante quatro anos.

Coleção ready-to-wear de Pierre Cardin (Foto: Reprodução/Site Pierre Cardin)

Em 1957, partiu para a Universidade de Design de Bunka Fukosa, no Japão, onde transmitiu, por um mês, ensinamentos sobre seu corte tridimensional. Em 1954 ele apresentou sua primeira coleção ready-to-wear na loja de departamento Printemps, em Paris.

Reconhecimento

Em 1977, Pierre Cardin recebeu o Gold Thimble of French Haute-Couture, premiação da Cartier em reconhecimento à mais criativa coleção da temporada, o que se repetiu em 1979 e 1982.

Em 1983, Pierre Cardin foi nomeado Cavaleiro da Legião da Honra e foi condecorado como Chevalier des Arts et des Lettres. Em 1987, desenhou o figurino da bailarina Maia Plissetskaia. Em 1991, realizou um grande desfile na Praça Vermelha, em Moscou, para 200 mil pessoas, um fato inédito na Rússia. Em 1991, foi promovido para Oficial da Legião da Honra e nomeado Embaixador Honorário da UNESCO e em 1992, ele aceitou uma cadeira na Academia de Belas Artes no Instituto Francês.

Terry O’Neill/Iconic Images/Divulgação

Em 2006, inaugurou seu museu Past-Present-Futur, em Saint-Ouen (França). Em 2016, Pierre Cardin apresentou o evento comemorativo 70 anos de criação, na Académie des Beaux-Arts, em Paris, na primeira vez que o Institut de France recebeu um costureiro. Sua exposição retrospectiva foi exibida em Rhodes Island, EUA.

Até sua morte, continuou criando e sendo celebrado pelo mundo, com exposições e desfiles comemorativos da China aos Estados Unidos, à exemplo do inédito desfile organizado em 2018 na Grande Muralha da China, a mostra Future Fashion, que ocupou o Brooklyn Museum, em Nova York e a Pierre Cardin: Fashion Futurist, que esteve até janeiro de 2020 na Alemanha. Sua última criação foi a coleção Evolution, lançada em setembro de 2019.

LEIA TAMBÉM > 28 anos sem Daniella: Gloria Perez descreve sentimento com poucas palavras

Compartilhe
Publicado por
Augusto Tenório

Comentários