INDENIZAÇÃO

Após polêmica no parto, maternidade é condenada por privilegiar Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso

Após polêmica no parto, maternidade é condenada por privilegiar Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso

Gio Ewbank teve Zyan, fruto do relacionamento com Bruno Gagliasso (Foto: Reprodução/Instagram)

Publicado em Famosos Notas 14/10/2020 às 9:04

Em julho deste ano, nasceu o terceiro filho de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso, no Rio de Janeiro. Contudo, o parto foi cercado por uma polêmica, já que o casal contratou um fotógrafo para a ocasião.

LEIA TAMBÉM: Gusttavo Lima sobre pensão dos filhos: “Se tiver que pagar R$ 100 mil, eu pago

A unidade de saúde foi acusada e agora condenada de privilegiar Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso. Afinal, outras mães relataram que foram impedidas de ter acompanhantes, em razão da pandemia de coronavírus.

Segundo o site jurídico Migalhas, a juíza Livia Mitropoulos foi quem deu o veredicto; afirmando que os fatos “comprovam a ausência de justificativa idônea para o tratamento diferenciado”. O motivo seria exclusivamente a fama de Ewbank e Gagliasso.

A sentença foi publicada na sexta-feira, 9, no site do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Assim, foi determinado que a maternidade fornecesse uma indenização de R$ 40 mil para o casal que fez a queixa.

Compartilhe
Comentários