TRAJETÓRIA

Fábio Assunção completa 30 anos de carreira; confira galeria de personagens

Fábio Assunção completa 30 anos de carreira; confira galeria de personagens

Fábio Assunção na sua estreia na TV na novela "Meu Bem, Meu Mal", na TV Globo, em 1990 - Foto: reprodução

Publicado em Famosos Galerias 1/10/2020 às 8:04

Fábio Assunção completou 30 anos de carreira desde a sua estreia na TV, na novela “Meu Bem, Meu Mal”, em 1990, na TV Globo. “Assinei meu primeiro contrato aos 19 anos”, escreveu o ator em legenda de um videoclipe com seus personagens, publicado no Instagram.

Leis o texto publicado por Fábio Assunção:

“Nesses anos, aprendi tudo que sei e entendi que haveria e haverá uma infinidade de coisas que eu jamais conhecerei. Essa profissão me mostrou gente de verdade e gente de mentira. Me levou pra andar pelo mundo afora, para dezenas de países, dezenas de culturas, me abriu a mente, me tornou empático, me humanizou, me ensinou a respirar, a esperar, a sofrer e amar, me fez conhecer o Brasil, cada canto dele. Cada personagem me fez enxergar virtudes e conflitos. O palco é um lugar sagrado onde pulsa a vida imaterial, o mais próximo da completude que já estive. O meu trabalho me apresentou famílias diversas, me trouxe irmãos e irmãs.
Hoje é dia, assim como todos os outros, de agradecer por ter escolhido este caminho de gente que se joga pelos abismos, pelas tramas dos autores, sem saber pra onde o vento irá levar. Aos autores e autoras, agradeço por cada personagem. Agradeço a todos com que trabalhei. Agradeço aos meus contratantes, à TV Globo, que sempre me apresentou projetos lindos, ao cinema, ao teatro.
Meu trabalho me apresentou minha vida e me deu a chance de trocar com cada um de vocês – meus fiéis parceiros de jornada!!! Devo ao meu trabalho o privilégio de poder dar aos meus filhos o meu melhor, dentro e fora de cena.”

View this post on Instagram

Assinei meu primeiro contrato aos 19 anos. Dez anos antes, aos 9 de idade, fiz minha primeira aula de piano. Nesses anos, aprendi tudo que sei e entendi que haveria e haverá uma infinidade de coisas que eu jamais conhecerei. Essa profissão me mostrou gente de verdade e gente de mentira. Me levou pra andar pelo mundo afora, para dezenas de países, dezenas de culturas, me abriu a mente, me tornou empático, me humanizou, me ensinou a respirar, a esperar, a sofrer e amar, me fez conhecer o Brasil, cada canto dele. Cada personagem me fez enxergar virtudes e conflitos. O palco é um lugar sagrado onde pulsa a vida imaterial, o mais próximo da completude que já estive. O meu trabalho me apresentou famílias diversas, me trouxe irmãos e irmãs. Hoje é dia, assim como todos os outros, de agradecer por ter escolhido este caminho de gente que se joga pelos abismos, pelas tramas dos autores, sem saber pra onde o vento irá levar. Aos autores e autoras, agradeço por cada personagem. Agradeço a todos com que trabalhei. Agradeço aos meus contratantes, à TV Globo, que sempre me apresentou projetos lindos, ao cinema, ao teatro. Meu trabalho me apresentou minha vida e me deu a chance de trocar com cada um de vocês – meus fieis parceiros de jornada!!! Devo ao meu trabalho o privilégio de poder dar aos meus filhos o meu melhor, dentro e fora de cena. Não ia deixar esses 30 anos passarem batido, e quero mais, mais e mais. Gratidão ao ofício que aqui reverencio. Deixo nesse clipe o registro de alguns personagens que fiz e tirei o violão do canto para mostrar na trilha sonora desse vídeo meu enorme talento como instrumentista, pelo qual ainda não fui reconhecido. Edição: Urgh.us

A post shared by Fabio Assunção (@fabioassuncaooficial) on

Confira galeria de personagens:

Compartilhe
Publicado por
Romero Rafael

Comentários