CONSIDERAÇÕES

Tarcísio Meira fala sobre fim do contrato: “A Globo tinha todo o direito de não renovar”

Tarcísio Meira fala sobre fim do contrato: “A Globo tinha todo o direito de não renovar”

Tarcísio Meira no programa "Conversa com Bial" - Foto: reprodução

Publicado em Notas 15/09/2020 às 4:47

O ator Tarcísio Meira – que, recentemente, teve seu contrato de trabalho não renovado com a Globo, após quase 54 anos de vínculo – comentou sobre a decisão da emissora: “A Globo tinha todo o direito de não renovar – como eu [também] tinha, né?”. O veterano falou aos jornalistas Reinaldo Gottino e Fabiola Reipert, do programa “Balanço Geral”, da Record TV, que ligaram para a casa dele. A atriz Glória Menezes, com quem é casado, também não teve seu contrato renovado.

Ainda respondendo sobre como avalia a decisão da TV Globo pela descontinuidade do seu contrato, Tarcísio Meira disse: “Acredito que ela tenha decidido seguir novos caminhos. Então, decidiu assim, e tudo bem. Eu tinha um contrato que perdurou por 54 anos, ou quase isso, e chegou ao fim. Eu acho que prestamos [ele e a esposa, Glória Menezes] muitos serviços à TV Globo, e ela resultou na classe artística, de maneira geral”.

Tarcísio Meira também disse que ele e Glória Menezes estão ótimos, passando o isolamento social, devido à pandemia do coronavírus, no interior de São Paulo. Espera que a crise passe para voltar aos palcos, na peça “O Camareiro”, que estava em cartaz e precisou ser interrompida. E não descarta trabalhos na TV – seja na Globo, por contrato por obra, ou em outra emissora. “Não há nenhum impedimento pra isso. [Desde] que haja um papel para mim, um papel adequado, eu teria o maior prazer em voltar a trabalhar na televisão.”

LEIA TAMBÉM:

Glória Menezes e Tarcísio Meira completam 56 anos de casados; “É o grande amor da minha vida”, diz ela

Fim de contratos extensos

Tarcísio Meira e Glória Menezes estão numa lista extensa de artistas com quem a TV Globo não renovou contrato extenso. Todos eles podem voltar a trabalhar na emissora, mas via contrato por obra. A medida seria uma adaptação ao mercado, hoje, e à crise gerada com a pandemia do coronavírus. Alguns artistas até preferem assim, uma vez que ficam livres para executar trabalhos em outras emissoras ou plataformas, como os serviços de streaming.

A lista inclui Miguel Falabella, Camila Pitanga, Débora Nascimento, José Loreto, Cleo e o ator pernambucano Renato Góes, entre outros nomes. E, mais recentemente, o ator Antônio Fagundes.

Compartilhe
Publicado por
Romero Rafael

Comentários