ROTEIRO

Walcyr Carrasco confessa que matou personagem de Marina Ruy Barbosa em novela por causa do cabelo

Publicado em Famosos TV 20/08/2020 às 7:37
Walcyr Carrasco confessa que matou personagem de Marina Ruy Barbosa em novela por causa do cabelo

Walcyr Carrasco (Imagem: Reprodução)

Para quem acompanha os bastidores da novela, sabe que muito já se falou sobre o cabelo de Marina Ruy Barbosa. Isso porque a atriz já se negou, por diversas vezes, de alterar a cor ou estética dos seus fios. O caso que mais chamou atenção foi durante as gravações da novela Amor à Vida, exibida em 2013.

LEIA TAMBÉM: Angélica conta que tem grupo no WhatsApp com Xuxa e Eliana; sobre Mara, diz: “Eu não tenho relação”

Em entrevista para a revista Caras, o autor da telenovela Walcyr Carrasco confessou que isso alterou a história da personagem. Em Amor à Vida, Marina Ruy Barbosa vivia Nicole; mas acabou tendo seu personagem ‘assassinado’ pelo escritor.

O motivo teria sido porque a ruiva se negou a raspar o cabelo, como prometia a história, já que interpretava uma mulher com câncer. O feito seria similar ao de Carolina Dieckmann em Laços de Família, nos anos 2000. Mas Marina Ruy Barbosa se negou. Por conta disso, Walcyr Carrasco matou seu personagem, e Nicole virou um fantasma até o fim da novela. “Ela não avisou com antecedência”, explicou o autor.

“Quando ela aceitou o papel, ela tinha combinado que cortaria o cabelo. Tinha combinado verbalmente que cortaria quando aceitou. Ela foi fazer o papel e a história [do corte] foi chegando. Ela não avisou com tanta antecedência que não ia contar”; detalhou Walcyr Carrasco. Ele contou que, pela atriz não ter avisado com antecedência, os trabalhos nos bastidores foram prejudicados. Afinal, o autor já havia escrito 30 capítulos envolta do enredo de que Nicole ficaria careca.

“Fiquei chateado, mas isso não quer dizer que não considero a Marina uma boa atriz, além de muito bonito. E não quer dizer que não trabalharia com ela de novo; desde que as coisas fossem todas conversadas antes”, finalizou Walcyr Carrasco.

Compartilhe
Comentários