MISS PE 2019

Ensaio na quarentena: em Milão, a modelo recifense Bárbara Souza fala da volta ao trabalho e da redescoberta da própria beleza

Publicado em Galerias 8/07/2020 às 15:43
Ensaio na quarentena: em Milão, a modelo recifense Bárbara Souza fala da volta ao trabalho e da redescoberta da própria beleza

A modelo recifense e Miss PE 2019, Bárbara Souza, em temporada em Milão, num ensaio remoto por Facetime - Foto: Dayvison Nunes / JC Imagem

Convidamos a modelo e Miss PE 2019 Bárbara Souza para, na retomada da vida social na Itália, conversar com o Social1 via WhatsApp e posar por Facetime. O texto é de Romero Rafael e as fotos (em galeria no final do post) são de Dayvison Nunes

Bárbara Souza já concluiu nove trabalhos desde que as medidas de isolamento social foram afrouxadas na Itália – país onde a modelo recifense está desde o fim de janeiro; mais precisamente, em Milão. Máscara e luvas, álcool em gel, distanciamento social e aferição de temperatura… isso tudo continua inserido na rotina italiana.

Num dos trabalhos, ela relata, a maquiadora passou 20 minutos limpando todas as superfícies para, só então, maquiá-la; entre um toque no rosto ou num produto, mais álcool. De deixar a modelo zonza. Em um casting [quando modelos são apresentados às marcas e agências de publicidade], sequer pôde entrar no local: a foto era feita na calçada.

Bárbara ainda não sabe até quando permanecerá no país. O visto venceu, mas há 90 dias de perdão. Ainda que tão turva, a estada na Itália foi suficiente para despertar a Miss Pernambuco 2019 para um novo conceito de beleza. Milão, inclusive, a tem feito se sentir mais bonita.

“Quando ficou tudo certo para eu vir, tive que excluir muita foto do Instagram. Só quando cheguei entendi: eu era supermontada. Aqui, você vai fazer um trabalho e tem zero maquiagem. Ou só um corretivo para uma espinha ou mancha, um rímel… Tudo é muito natural. A gente começa a ter outro conceito do que é belo, e vê que é bonita”, conta. “E eu [antes] estava começando a não me achar mais bonita sem maquiagem”, depõe a modelo, que teve de enfrentar uma das coisas que mais temia: deixar as sobrancelhas crescerem.

A experiência de Bárbara Souza como modelo no Brasil é restrita ao mercado do Recife. Não tem a confessar caso de racismo em trabalho – como recentemente relataram modelos negros que atuam em São Paulo (no Instagram @modaracista, tirado do ar por ordem judicial). No entanto, na juventude, já foi insegura quanto à beleza dos seus cabelos crespos, quando o referencial único consagrava os fios lisos. Alisou os fios dos 13 aos 18. Hoje, aos 23, não mais. “Só se for pra um trabalho, com escova, sem química.”

LEIA TAMBÉM:

Ensaio na quarentena: a relação afrocentrada do ator Gil Paz e o DJ Iury Andrew

Compartilhe
Publicado por
Romero Rafael

Comentários