ERROU E REPAROU

Felipe Neto apaga post que cobrava de Neymar posicionamento: “Branco não deve cobrar de um negro pautas racistas”

Publicado em Notas 1/06/2020 às 16:14
Felipe Neto apaga post que cobrava de Neymar posicionamento: “Branco não deve cobrar de um negro pautas racistas”

Felipe Neto - Foto: Leo Aversa / reprodução @felipeneto

Felipe Neto apagou publicação no Twitter em que cobrava de Neymar um posicionamento sobre os protestos antirracistas que eclodiram nos Estados Unidos – sobretudo, após o assassinato de George Floyd, um homem preto – e que têm chegado ao Brasil. “Apaguei o tweet sobre o silêncio do Neymar após mensagens de integrantes do movimento negro, mostrando que um branco não deve cobrar de um negro pautas racistas”, justificou-se o influenciador digital,.

Numa sequência de postagens no Twitter, Felipe Neto seguiu com ponderações: “Isso não muda o fato de eu condenar o silêncio do jogador, que é, disparado, o maior influenciador digital brasileiro no mundo, mas que se silencia a respeito de quase todas as pautas humanitárias e sociais que assolam seu país de origem e se espalham pelo planeta”.

“Contudo, entendi que o papel de cobrar posicionamento do Neymar acerca de pautas que envolvem o racismo não cabe a um branco. Continuarei cobrando quando o assunto for Amazônia, fascismo e opressão, coisas que ele sempre se manteve calado. Sigamos em frente”, finalizou.

https://twitter.com/felipeneto/status/1267493105055531008

Na madrugada, Felipe Neto havia postado uma montagem com posts de Neymar e o texto “Vidas negras importam. Mas nem todo mundo se importa”.

Lugar de fala

Felipe Neto meteu os pés pelas mãos, sim, mas é proveitoso analisar a postura do influenciador digital – ao errar e reparar o erro, uma vez que foi alertado. Tem a ver também com lugar de fala; uma vez branco, ele não tem vivência (ou propriedade, mesmo) para cobrar a uma pessoa preta a luta contra o racismo. Cabe a Felipe Neto e a todas as pessoas que não são pretas assumirem uma postura antirracista e, assim, contribuírem para a luta, sem nunca se colocar à frente. Por mais humanista, solidário e esclarecido que seja um branco, só uma pessoa preta sabe o que, de fato, é o racismo e o que significa lutar contra ele.

Compartilhe
Publicado por
Romero Rafael

Comentários