DESABAFO

Com Covid-19, Sikêra Jr vangloria cloroquina e chama a ‘esquerda’ de “povo safado”

Com Covid-19, Sikêra Jr vangloria cloroquina e chama a ‘esquerda’ de “povo safado”

Sikêra Jr faz exercícios para a respiração e circulação (Foto: Reprodução/Internet)

Publicado em Famosos 20/05/2020 às 7:42

Ainda se recuperando do novo coronavírus, Sikêra Jr segue o tratamento na sua casa, em Manaus. Há quase um mês o apresentador testou positivo para o novo vírus, e desde então segue afastado da televisão. Porém, em um novo vídeo, Sikêra surge em mais um assunto polêmico envolvendo a doença.

LEIA TAMBÉM: Familiares e amigo de Sikêra Jr. também foram infectados pela Covid-19

Em um vídeo publicado nas redes sociais, Sikêra Jr aparece sem camisa e falando abertamente sobre o coronavírus. Dessa vez, no entanto, em vez de abordar seu estado de saúde, ele falou sobre a cloroquina.

“A cloroquina, gente, finalmente liberaram, po***. O negócio já era pra tá na mão do povo. Já era pra tá liberado. Mas, sabe o que acontece? Esse povo safado da esquerda”, disparou. Apesar disso, o humorista não revela se adotou a substância no seu tratamento. Há alguns dias, uma foto fazendo exercícios para respiração circulou na web.

Pois bem, o apresentador continuou com suas críticas voltadas para o governo e a população “de esquerda”. “Eles querem que libere sabe o quê? Maconha! Cocaína! LSD! Aborto! Menor solto na rua matando“, completa Sikêra Jr.

Ao todo, o vídeo tem pouco mais de 2 minutos, onde Sikêra Jr desabafa sobre o vírus. Além disso, ele também ataca os “governantes” que “usaram o estado de calamidade pública para roubar o povo”.

Cloroquina

Quando o coronavírus começou a despontar os primeiros casos no Brasil, a cloroquina começou a ser alvo de discussão. Isso porque o presidente da República, Jair Bolsonaro, é um dos grandes defensores do uso da substância no tratamento de infectados.

LEIA TAMBÉM: Estado de Pernambuco comprou R$ 100 mil de cloroquina

No entanto, entidades médicas reiteram que tanto a hidroxicloroquina como outras substâncias ainda não são recomendadas. Um documento assinado por 27 especialistas, de acordo com o UOL, reforça que a substância não é para uso rotineiro.

“Não há intervenções farmacológicas com efetividade e segurança comprovada que justifique seu uso no tratamento da Covid-19“. Ainda assim, o uso da cloroquina pode ser uma possibilidade partindo da decisão entre médico e paciente. “Somente em pacientes graves ou críticos”, esclarece o documento.

Compartilhe
Comentários