CRÍTICAS

Marca de roupas anuncia venda de máscaras de proteção por 147 reais e causa polêmica

Marca de roupas anuncia venda de máscaras de proteção por 147 reais e causa polêmica

Máscaras vendidas pela Osklen (Foto: Reprodução/Twitter/Osklen)

Publicado em Comportamento Moda 7/05/2020 às 7:33

Em plena pandemia do coronavírus, uma situação controversa movimentou a web. Enquanto algumas empresas, artistas e até anônimos se preocupam em doar máscaras de proteção, outros visam apenas o lucro. E foi esse o caso da marca de roupas carioca Osklen, que anunciou uma venda um tanto ‘salgada’.

LEIA TAMBÉM: Latino anuncia cachorro como prêmio de sorteio e é criticado nas redes sociais

No site da loja, um kit com duas máscaras de proteção chegam a custar R$ 147, sem tirar nem por. O produto faz parte de uma campanha chamada ‘Respect & Breathe’ – respeitar e respirar, em português.

Assim, para quem comprasse as duas máscaras de tecido, uma certa básica no valor de R$ 70 seria doada. A comunidade que receberia a doação é a do Jacarezinho, também no Rio de Janeiro. Vale lembrar que, no comércio mais popular, uma máscara artesanal custa até R$ 10.

Justificativa

A marca Osklen, por sua vez, resolveu se pronunciar após a repercussão negativa. De acordo com a loja, os materiais foram feitos por “bravas costureiras” durante o isolamento.

LEIA TAMBÉM: Carolina Dieckmann costura e pinta máscaras de proteção ao coronavírus

De acordo com a empresa, o lucro do kit de 147 reais será de apenas 7%, ou seja, R$ 11. Procurada pelo colunista Osklen, a marca alegou que não irá mais comercializar o kit. “Decidimos então suspender a venda do pack e entendemos que é um momento de repensar o projeto. Independente disso, continuaremos com nossa ação social iniciada em abril de produzir e doar 50 mil máscaras”.

Compartilhe
Tags:
Comentários