JUSTIÇA

Justiça mantém condenação de Danilo Gentili em caso de danos morais contra pernambucana

Publicado em Notas 7/04/2020 às 9:48
Justiça mantém condenação de Danilo Gentili em caso de danos morais contra pernambucana

Danilo Gentili. debocha de condenação em entrevista. Foto: Reprodução/Instagram

Lembram de quando o apresentador Danilo Gentili fez chacota de uma doadora de doadora de leite materno, durante o programa A Tarde é Sua, da Bandeirantes? Pois bem, o caso foi parar na justiça e, depois de idas vindas e recursos, Gentili, a emissora e seu ex-parceiro de programa, Marcelo Mansfield terão que pagar R$ 80 mil em indenização à pernambucana Michele Rafaela Maximino, que foi alvo das piadas.

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) resolveu manter a indenização após recurso dos acusados. A decisão se baseia no entendimento que o valor não é “irrisório nem exorbitante”, e portanto não cabe a revisão dos fatos do caso.

A sentença já havia sido revisada antes, com a diminuição da indenização de R$ 200 mil para R$ 80 mil. O STJ julgou que Gentili, Mansfield e a Band abusaram de seu direito de liberdade de expressão ao expor Maximino ao ridículo e até exibir fotos dela com os seios a mostra na TV. O processo julga como “absurda, desrespeitosa e inconsequente” a ação do programa ao fazer piadas sobre a doadora de leite. Um trecho do texto revela que, após a exposição no “Agora é Tarde”, Maximino precisou até mesmo mudar de cidade.

O caso aconteceu em 2013 quando Michele doou mais de 300 litros de leite para hospitais de Pernambuco e tentou entrar para o Guinness Book, o Livro dos Recordes, como a maior doadora de leite do mundo. No programa de TV, exibido no dia 3 de outubro, Danilo chamou a pernambucana de “vaca” e a comparou com o ator pornográfico Kid Bengala.

Leia também:
Danilo Gentili posta insinuação agressiva contra Bruna Marquezine e revolta internet
Gabriela Prioli fez teste na Record para trabalhar ao lado de Gottino
Jornalista da GloboNews pede demissão após 17 anos de emissora

Compartilhe
Publicado por
Anneliese Pires

Comentários