Prevenção

Carnaval 2020: saiba como prevenir roubo de celular

Carnaval 2020: saiba como prevenir roubo de celular

É preciso estar atento e tomar alguns cuidados para evitar imprevistos desagradáveis - Foto: Hesíodo Góes/JC360

Publicado em Conteúdo Patrocinado 20/02/2020 às 11:58

A abertura oficial do Carnaval 2020 se aproxima e muitos foliões aproveitam os poucos momentos que antecedem a Folia de Momo para separar calçados mais confortáveis, roupas mais leves e o já conhecido protetor solar. Mas, além do cuidado com o corpo, é preciso também tomar algumas precauções para evitar o risco de ter o celular furtado durante as festas. Fazer um seguro, por exemplo, pode ser uma solução simples, que garante maior tranquilidade ao folião.

Embora o uso de acessórios como doleiras ou pochetes dificulte bastante a ação de ladrões nesse período, nem sempre é possível evitar o roubo ou furto. Apenas no Carnaval do ano passado, a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE) registrou 1.165 celulares levados por criminosos.

O gerente de serviços financeiros da Nagem, Gustavo Duque, explica que fazer um seguro para o celular é a forma ideal de prevenção porque, além de resguardar as pessoas em um possível assalto, o proprietário consegue recuperar um aparelho de mesmo modelo. “A recomendação, antes de tudo, é fazer o seguro. Eu digo sempre que é uma medida que pode salvar vidas porque temos a tranquilidade que aquele bem está assegurado, comenta.

É preciso estar atento e tomar alguns cuidados para evitar imprevistos desagradáveis - Foto: Hesíodo Góes/JC360
É preciso estar atento e tomar alguns cuidados para evitar imprevistos desagradáveis – Foto: Hesíodo Góes/JC360

Gustavo reforça que a empresa oferece três tipos de seguros. Dois são relacionados à quebra acidental do aparelho e garantia estendida, que cobrem danos e defeitos, e um, considerado o mais aconselhável para o período carnavalesco, referente a roubo ou furto qualificado. “Se no momento da ação criminosa houver o emprego de ameaça, o seguro ofertado pela Nagem dá outro celular do mesmo modelo para o cliente, mediante pagamento da franquia”, esclarece. 

“Ter a tranquilidade de entregar o aparelho ao bandido na hora de qualquer tipo de abordagem criminosa é a maior vantagem, porque a vida vem em primeiro lugar. Então, você não vai pensar em continuar pagando um bem perdido. Você simplesmente dá e sabe que o seguro vai repor depois”, defende Gustavo. A SDS-PE recomenda jamais reagir caso o folião seja vítima de ação violenta. “A forma mais efetiva de garantir a integridade física é sempre entregar os objetos”, diz nota oficial da instituição.

A Secretaria orienta ainda que, em casos de emergência policial, a vítima deve acionar o 190 e prestar a queixa em uma delegacia próxima o mais rápido possível – há unidades móveis nos principais focos de folia e a Delegacia pela Internet. O boletim de ocorrência pode ajudar não somente a reaver seu bem, mas a colaborar com a prisão dos criminosos. 

ALERTA CELULAR

Para possibilitar a recuperação de aparelhos roubados, a SDS-PE também recomenda que os foliões se cadastrem no Programa Alerta Celular – basta informar o código IMEI do celular no site da Secretaria. Caso o cadastrado seja vítima de roubo ou furto, ele também deve registrar o boletim de ocorrência. Assim, nas abordagens, os policiais poderão consultar se os aparelhos apreendidos têm registro de roubo ou furto no programa, devolvendo-os aos donos. 

Compartilhe
Publicado por
Pedro Oliveira

Comentários