luto

Morre, aos 96 anos, Antonio de Queiroz Galvão

Publicado em Notas 19/01/2020 às 10:12
Morre, aos 96 anos, Antonio de Queiroz Galvão

Morreu, neste domingo, às 1h30 da madrugada, aos 96 anos, um dos maiores empresários pernambucanos, Antônio de Queiroz Galvão, vítima de um AVC. Construiu um império gigantesco e uma família numerosa e bastante afetuosa, deixando um legado importante de exemplo, vanguardismo, trabalho e união. O velório vai ser a partir do meio-dia no Morada da Paz. O enterro será às 17h.

FAMÍLIA Antônio e Gabriela Queiroz Galvão com filho e netos

HISTÓRIA

Nascido em Timbaúba, em 4 de maio de 1923, ele formou-se em engenharia civil pela Escola de Engenharia de Pernambuco. Sete anos mais tarde e com a experiência adquirida como diretor de Obras da Prefeitura do Recife, fundou com o irmão Mário a construtora Queiroz & Galvão.  Construiu prédios, residenciais e empresariais, estradas, rodovias, viadutos e até hidrelétricas. Atualmente, o grupo atua na América do Sul, Europa, Caribe e África.

EMPRESA

O grupo também tem participação na fruticultura, com produção e comercialização de alimentos, em Petrolina, Pernambuco. Nos anos 2000, A participou do ressurgimento da indústria naval nacional, construindo petroleiros, plataformas de exploração e produção e navios-sondas, nos Estaleiros Honório Bicalho e Atlântico Sul – o maior do Hemisfério Sul. Também faz parte da organização a constituição da Queiroz Galvão Energias Renováveis, com ativos de 810 megawatts de capacidade total.

HERDEIROS

Muito ativo, trabalhou no grupo até os 90 anos de forma participativa. Deixa dona Gabriela, como viúva, sete filhos, 22 netos e 25 bisnetos.

Compartilhe
Publicado por
Mirella Martins

Comentários