XI...

Mulher do ministro da Casa Civil é acusada de calote, diz jornal

Mulher do ministro da Casa Civil é acusada de calote, diz jornal

Denise é acusada pela própria amiga de calote. Foto: Reprodução/Instagram

Publicado em Notas Política 13/01/2020 às 3:41

De acordo com uma matéria divulgada pelo Jornal de Brasília e divulgada pelo colunista Leo Dias, do UOL, Denise Veberling, mulher do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, é acusada de calote pela própria amiga, a comissária de bordo Amanda Oliveira.

Em 2016, Amanda teria emprestado à Veberling cerca de R$ 10 mil para a compra de uma bicicleta profissional. O problema é que esse dinheiro nunca voltou integralmente para Oliveira. Então, após diversas promessas e depósitos mínimos entre R$ 300 e R$ 500, a comissária resolveu entrar na Justiça.

LEIA MAIS: Participante do ‘Jogo de Panelas’, do ‘Mais Você’, vira meme por sua voz parecida com Bolsonaro

“Para pagar é uma enrolação. Ela não tem dia para pagar, não tem hora para depositar. É quando ela quer e quando ela pode. Eu tentei de todas as formas”, disse Amanda, em entrevista ao jornalista Leo Dias. Na época, Denise alegava não ter condições de quitar o débito, mesmo lotada no gabinete do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, com um salário médio, de acordo com o Portal da Transparência, de cerca de R$ 9 mil mensais.

“Ela começou a dizer que não tinha dinheiro, que passava miséria”, afirma a comissária de bordo. Ainda de acordo com os advogados de Amanda, Mardson Costa e Flaviane Batista, ela está pleiteando o valor referente ao empréstimo, com correção monetária e juros. “Além disso, entramos com um pedido indenizatório de danos morais, haja vista o constrangimento que Denise causou à minha cliente”, completou Mardson.

Compartilhe
Publicado por
Igor Guaraná

Comentários