ILUSTRAÇÃO

Laerte Coutinho assina nova camisa do ‘Eu Acho é Pouco’

Publicado em Artes Carnaval 2020 Famosos 29/11/2019 às 12:24
Laerte Coutinho assina nova camisa do ‘Eu Acho é Pouco’

Laerte Coutinho é a primeira artista trans a conceber a arte do bloco (Foto: Reprodução/Revista Quem/Rafael Roncato)

Há quatro décadas marcando presença no carnaval pernambucano, o bloco ‘Eu Acho é Pouco’ divulga a arte desse ano. A tradição de convidar artistas e ilustradores renomados do país permanece, dessa vez com um nome conhecido do meio: Laerte Coutinho.

LEIA MAIS: Olinda Beer chega à 24ª edição no Carnaval 2020 com novidades

Este ano, o tema do bloco é ‘Caça às Bruxas’, perceptível na estampa da nova camisa. Em um viés cultural e político, o ‘Eu Acho é Pouco’ traz ressignificações para o Carnaval 2020.

Larte Coutinho é uma chargista e cartunista renomada no país. Ela é a primeira artista trans a produzir a estampa do ‘Eu Acho é Pouco’. “Ela se transformou em uma mulher e fez da sua travessia uma atitude de liberdade, potência e afirmação”, comentou o bloco no Instagram.

View this post on Instagram

É TEMPO DE SER BRUXA! 🧙‍♀️ ❤💛 As bruxas existem. Simbolizam as mulheres cujas ações o patriarcado não conseguiu controlar. São poderosas e isso nunca interessou aos homens. Foram perseguidas, estigmatizadas, amaldiçoadas… Mas permanecem aí, presença marcante em nosso imaginário. A bruxa somos nós! 💛❤ Porque somos nós os corpos que desafiam as normas, somos nós o Carnaval e tudo que nos escapa. Somos netas e netos de bruxas que a classe dominante de nossa História não conseguiu queimar. ❤💛 Somos bruxas por nossas mães que criaram o Eu Acho é Pouco e por todas as mulheres brasileiras. Somos bruxas por Dilma, a presidenta que em 2016 sofreu o golpe originário de todo o horror que estamos vivendo hoje. 💛❤ Somos descendentes de um legado de resistência e defendemos a atuação política das mulheres. Somos as bruxas em vermelho e amarelo do passado, do presente e do porvir, aquelas a conduzir estandarte e dragão. Somos Laerte. 💛🧙‍♀️❤ Estamos muito felizes em ter na arte da nossa camisa do Carnaval 2020 uma ilustração de Laerte @coutinholaerte. ❤💛 Ela se transformou em uma mulher e fez da sua travessia uma atitude de liberdade, potência e afirmação públicas e políticas. É a primeira artista trans a conceber a nossa arte. Isso nos dá muito orgulho. Acreditamos nessa escolha como um ato político. Traduz um dos significados do Carnaval para o Eu Acho é Pouco: um hiato de resistência em nossas vidas. Aquilo que não se controla, o que transborda, os desvios em meio às normas… 💛❤ Alegria, catarse, cantos e gritos, ideais e desejos de mudança social: ter a arte de Laerte na nossa camisa é uma via de expressão. 🐲🧙‍♀️ Nossa camisa ficará pronta apenas na segunda quinzena de dezembro e estará disponivel nas lojas parceiras. Mas, se já quiser reservar logo a sua, você pode colaborar com o nosso #Carnaval2020 e garanti-la como recompensa. Estamos com uma campanha de financiamento coletivo no Catarse. Basta clicar no link na nossa bio e dar a sua contribuição para uma folia democrática, libertária e inclusiva. ❤💛 #SigaoDragão #SomosBruxas #ÉTempodeSerBruxa #EuAchoéPouco2020 #EuAchoÉPouco

A post shared by Bloco Eu Acho É Pouco (@euachoepouco) on

Compartilhe
Comentários