ANTRO POSITIVO

Artistas se beijam em campanha contra o preconceito e a censura

Artistas se beijam em campanha contra o preconceito e a censura

Artitas fazem protesto contra o preconceito e a censura. Foto: Reprodução/Instagram

Publicado em Famosos Notas Teatro TV 25/10/2019 às 2:33

A campanha lançada recentemente pela revista digital Antro Positivo, Liberdade na Vida e na Arte, mostra vários artistas e personalidades se beijando contra o preconceito e a censura.

LEIA MAIS: “Eu deveria contratar o prefeito do Rio para promover o meu próximo livro”, diz ilustrador de HQ censurada

Nela, Fernanda Nobre, Luisa Michelitti, Débora Lamm, Inez Vianna, Guilherme Piva e Marcelo Valle, em fotos P&B e coloridas, beijam e manifestam suas opiniões através das belíssimas imagens. Confira algumas delas:

View this post on Instagram

CAMPANHA LIBERDADE NA ARTE/VIDA 2019 edição 5 #campanhaliberdade É PRECISO FALAR SOBRE AFETOS __ Compreendermos como olhamos ao outro ajuda a convidar o outro a olhar para nós. Nesse movimento, os afetos tornam encontros uma espécie de argumento político que faz da alteridade o meio de como inventarmos nossa sociedade. Inventarmos para muito melhor, é importante dizer. Afetos, no entanto, requerem mais do que palavras: exigem gestos, os nossos gestos, todos. Algo que só se efetiva com o pleno exercício da LIBERDADE. Se não somos livre para existirmos e agirmos, o que ocorre são discursos. E, quase sempre, de ódio. Censuras. Ataques. Destruições. Limites disfarçados por diversos argumentos, mas, essencialmente, violentos e perigosos. Por isso continuamos convidando artistas ao beijo. Um toque que se troca entre lábios e também entre humanidades. Um toque que permite e convida. O outro como manifestação de completude de quem se é. Um beijo que grita ao mundo a urgências das muitas liberdades em risco: do indivíduo e da arte, do comportamento e ideias . Quando em uma realidade beijar é transgressivo, algo se perdeu. Gritamos pela liberdade na arte e na vida. Beijos como quem grita ao sorrir. E sorrimos com a insurgência da recusa em deixarmos de ser quem somos. Nosso maior agradecimento aos artistas que participaram de todas e destas novas edições; aos que nos apoiaram; aos que nos ajudaram a torná-la real; aos que sonharam. Que nossos beijos voem e encontrem novas almas abertas a um mundo melhor. . __________ concepção de Ruy Filho, @patcividanes e Alex Silva __________ Fotos: @alexsilvafotografia / São Paulo (cor) teatro da memória @nanamoraes_fotografia / Rio de janeiro (pb) Retrato Espaço Cultural . . __________ Apoio: Instituto Capobianco e Retrato Espaço Cultural __________ agradecimentos especiais: Camila Pitanga, Fernanda Capobianco, Maria Beta, Michel Blois e Pedroca Monteiro. __________ Esta é uma campanha da revista ANTRO POSITIVO, lançada originalmente em sua edição 06, em abril de 2013. . . #censuranuncamais #antropositivo #liberdadedeexpressao #lgbtqi+

A post shared by Antro Positivo (@antropositivo) on

View this post on Instagram

CAMPANHA LIBERDADE NA ARTE/VIDA 2019 edição 5 #campanhaliberdade É PRECISO FALAR SOBRE AFETOS __ Compreendermos como olhamos ao outro ajuda a convidar o outro a olhar para nós. Nesse movimento, os afetos tornam encontros uma espécie de argumento político que faz da alteridade o meio de como inventarmos nossa sociedade. Inventarmos para muito melhor, é importante dizer. Afetos, no entanto, requerem mais do que palavras: exigem gestos, os nossos gestos, todos. Algo que só se efetiva com o pleno exercício da LIBERDADE. Se não somos livre para existirmos e agirmos, o que ocorre são discursos. E, quase sempre, de ódio. Censuras. Ataques. Destruições. Limites disfarçados por diversos argumentos, mas, essencialmente, violentos e perigosos. Por isso continuamos convidando artistas ao beijo. Um toque que se troca entre lábios e também entre humanidades. Um toque que permite e convida. O outro como manifestação de completude de quem se é. Um beijo que grita ao mundo a urgências das muitas liberdades em risco: do indivíduo e da arte, do comportamento e ideias . Quando em uma realidade beijar é transgressivo, algo se perdeu. Gritamos pela liberdade na arte e na vida. Beijos como quem grita ao sorrir. E sorrimos com a insurgência da recusa em deixarmos de ser quem somos. Nosso maior agradecimento aos artistas que participaram de todas e destas novas edições; aos que nos apoiaram; aos que nos ajudaram a torná-la real; aos que sonharam. Que nossos beijos voem e encontrem novas almas abertas a um mundo melhor. . __________ concepção de Ruy Filho, @patcividanes e Alex Silva __________ Fotos: @alexsilvafotografia / São Paulo (cor) teatro da memória @nanamoraes_fotografia / Rio de janeiro (pb) Retrato Espaço Cultural . . __________ Apoio: Instituto Capobianco e Retrato Espaço Cultural __________ agradecimentos especiais: Camila Pitanga, Fernanda Capobianco, Maria Beta, Michel Blois e Pedroca Monteiro. __________ Esta é uma campanha da revista ANTRO POSITIVO, lançada originalmente em sua edição 06, em abril de 2013. . . #censuranuncamais #antropositivo #liberdadedeexpressao #lgbtqi+

A post shared by Antro Positivo (@antropositivo) on

View this post on Instagram

CAMPANHA LIBERDADE NA ARTE/VIDA 2019 edição 5 #campanhaliberdade É PRECISO FALAR SOBRE AFETOS __ Compreendermos como olhamos ao outro ajuda a convidar o outro a olhar para nós. Nesse movimento, os afetos tornam encontros uma espécie de argumento político que faz da alteridade o meio de como inventarmos nossa sociedade. Inventarmos para muito melhor, é importante dizer. Afetos, no entanto, requerem mais do que palavras: exigem gestos, os nossos gestos, todos. Algo que só se efetiva com o pleno exercício da LIBERDADE. Se não somos livre para existirmos e agirmos, o que ocorre são discursos. E, quase sempre, de ódio. Censuras. Ataques. Destruições. Limites disfarçados por diversos argumentos, mas, essencialmente, violentos e perigosos. Por isso continuamos convidando artistas ao beijo. Um toque que se troca entre lábios e também entre humanidades. Um toque que permite e convida. O outro como manifestação de completude de quem se é. Um beijo que grita ao mundo a urgências das muitas liberdades em risco: do indivíduo e da arte, do comportamento e ideias . Quando em uma realidade beijar é transgressivo, algo se perdeu. Gritamos pela liberdade na arte e na vida. Beijos como quem grita ao sorrir. E sorrimos com a insurgência da recusa em deixarmos de ser quem somos. Nosso maior agradecimento aos artistas que participaram de todas e destas novas edições; aos que nos apoiaram; aos que nos ajudaram a torná-la real; aos que sonharam. Que nossos beijos voem e encontrem novas almas abertas a um mundo melhor. . __________ concepção de Ruy Filho, @patcividanes e Alex Silva __________ Fotos: @alexsilvafotografia / São Paulo (cor) teatro da memória @nanamoraes_fotografia / Rio de janeiro (pb) Retrato Espaço Cultural . . __________ Apoio: Instituto Capobianco e Retrato Espaço Cultural __________ agradecimentos especiais: Camila Pitanga, Fernanda Capobianco, Maria Beta, Michel Blois e Pedroca Monteiro. __________ Esta é uma campanha da revista ANTRO POSITIVO, lançada originalmente em sua edição 06, em abril de 2013. . . #censuranuncamais #antropositivo #liberdadedeexpressao #lgbtqi+

A post shared by Antro Positivo (@antropositivo) on

View this post on Instagram

CAMPANHA LIBERDADE NA ARTE/VIDA 2019 edição 5 #campanhaliberdade @antropositivo É PRECISO FALAR SOBRE AFETOS __ Compreendermos como olhamos ao outro ajuda a convidar o outro a olhar para nós. Nesse movimento, os afetos tornam encontros uma espécie de argumento político que faz da alteridade o meio de como inventarmos nossa sociedade. Inventarmos para muito melhor, é importante dizer. Afetos, no entanto, requerem mais do que palavras: exigem gestos, os nossos gestos, todos. Algo que só se efetiva com o pleno exercício da LIBERDADE. Se não somos livre para existirmos e agirmos, o que ocorre são discursos. E, quase sempre, de ódio. Censuras. Ataques. Destruições. Limites disfarçados por diversos argumentos, mas, essencialmente, violentos e perigosos. Por isso continuamos convidando artistas ao beijo. Um toque que se troca entre lábios e também entre humanidades. Um toque que permite e convida. O outro como manifestação de completude de quem se é. Um beijo que grita ao mundo a urgências das muitas liberdades em risco: do indivíduo e da arte, do comportamento e ideias . Quando em uma realidade beijar é transgressivo, algo se perdeu. Gritamos pela liberdade na arte e na vida. Beijos como quem grita ao sorrir. E sorrimos com a insurgência da recusa em deixarmos de ser quem somos. Nosso maior agradecimento aos artistas que participaram de todas e destas novas edições; aos que nos apoiaram; aos que nos ajudaram a torná-la real; aos que sonharam. Que nossos beijos voem e encontrem novas almas abertas a um mundo melhor. __________ concepção de Ruy Filho, @patcividanes e Alex Silva __________ Fotos: @alexsilvafotografia / São Paulo (cor) teatro da memória @nanamoraes_fotografia / Rio de janeiro (pb) Retrato Espaço Cultural . . __________ Apoio: Instituto Capobianco e Retrato Espaço Cultural __________ agradecimentos especiais: Camila Pitanga, Fernanda Capobianco, Maria Beta, Michel Blois e Pedroca Monteiro. __________ Esta é uma campanha da revista ANTRO POSITIVO, lançada originalmente em sua edição 06, em abril de 2013. . . #censuranuncamais #antropositivo #liberdadedeexpressao #lgbtqi+

A post shared by Antro Positivo (@antropositivo) on

Compartilhe
Publicado por
Igor Guaraná

Comentários