polêmica

Caetano Veloso ganha processo de hater que o chamou de pedófilo

Caetano Veloso ganha processo de hater que o chamou de pedófilo

Cantor Caetano Veloso (Foto: Reprodução/Internet)

Publicado em Famosos Política 9/10/2019 às 9:55

Em 2017, o cantor Caetano Veloso e a esposa, Paula Lavigne, processaram o Movimento Brasil Livre, MBL, os coordenadores nacionais Kim Kataguiri e Renan Santos e o ator pornô e político Alexandre Fota por danos morais. Isso porque esse grupo realizou várias postagens dirigidas a Caetano o chamando de pedófilo. O cantor venceu a causa deve ser indenizado no valor de R$ 120 mil.

LEIA MAIS: Anitta x Ludmilla: Direitos autorais de “Onda Diferente” rompe amizade das funkeiras

Segundo o jornal ‘O Globo,’ a decisão foi determinada pela 9ª Câmara Cível do Rio de Janeiro, ordenando que o MBL pague o valor. Na época, Caetano Veloso foi alvo da hashtag #CaetanoPedófilo por conta da acusação dele ter iniciado o relacionamento com Paula Lavigne quando ela tinha 14 anos. Na época, os pais da atual empresária consentiram o namoro. Eles ainda são casados e possuem dois filhos.

LEIA MAIS: Caio Blat e Maria Ribeiro disputam casa após divórcio

A Justiça alegou que o artista não tem conduta criminosa envolvendo pedofilia. O blogueiro Flavio Azambuja Martins, principal disseminador da hashtag, será o responsável por pagar a indenização por assédio virtual.

Compartilhe
Comentários