FERTILIDADE

Bianca Bin faz ritual com sangue de sua menstruação

Publicado em Famosos Notas TV 7/10/2019 às 17:21
Bianca Bin faz ritual com sangue de sua menstruação

Bianca Bin celebra fertilidade em ritual sagrado. Foto: Reprodução/Instagram

Bianca Bin usou suas redes nesta segunda-feira, 7, para passar um recado a suas seguidoras. Através dos stories, a atriz mostrou um diferente ritual, o Plantar a Lua, que consiste em regar a terra com uma mistura do sangue da própria menstruação e água.

LEIA MAIS: Nervosismo, celebridades e deslumbrância: Confira como foi o casamento de Thaila Ayala e Renato Góes

“Agora, um recado para você mulher”, escreveu Bianca, antes de aparecer de biquíni segurando um pote com sangue. O propósito do ritual é celebrar a fertilidade e retirar o estigma que cerca o sangue que sai do corpo feminino.

O ritual, que pode ser feito em conjunto com outras mulheres, é considerado sagrado e libertador, sendo uma ótima oportunidade para celebrar o nascimento de um novo ciclo. Confira o clique da atriz:

Bianca Bin celebra fertilidade em ritual sagrado. Foto: Reprodução/Instagram

O ritual

Não é a primeira vez que a atriz comentou sobre esse assunto. No ano passado, a atriz Bianca Bin já havia se manisfestado a favor da prática. Também através de seu Instagram, a musa convidou suas seguidores a participarem do ritual. Em um print postado nos stories, o texto diz que o ato de Plantar a Lua fornece alimento e energia para a caminhada entre cada ciclo. “Entrega tuas alegrias e tristezas, entrega tua devoção à natura linda e maravilhosa. Além de fazer suas plantinhas felizes, afinal o sangué é um ótimo fertilizante”, dizia o texto.

LEIA MAIS: Bianca Bin é dispensada da Globo após recusar papel em “A Dona do Pedaço”

Bianca Bin também compartilhou uma espécie de tutorial, postado pela terapeuta corporal Morena Cardoso, que explicava detalhadamente sobre o ritual. Em entrevista à revista Glamour, ela afirmou que praticar o ritual mudou a relação com próprio corpo. “O universo é uma grande potência feminina e é com essa força que busco me conectar sempre”, declarou.

O Plantar a Lua tem origem milenar, aproximadamente na era paleolítica, e tem sido retomado ao longo dos anos principalmente na pauta feminista. Na época, as mulheres que conviviam juntas possuíam o ciclo menstrual sincronizado, e quando estavam no período, se locomoviam para a chama tenda vermelha.

Lá, as mulheres deixavam o sangue escorrer para banhar a terra, servindo também como uma forma de purificação e renovação para um novo ciclo. Também durante esse período elas recebiam orientações da chamada Grande Deusa, que aconselhava para um próximo ciclo próspero.

A prática de regar as plantas com mistura de sangue menstrual e água se inspira nas tradições ancestrais que o sangue é celebrado e visto como símbolo de fertilidade, além de lutar contra o tabu acerca da menstruação.

Compartilhe
Publicado por
Igor Guaraná

Comentários