MATERNIDADE

“Não sou estéril”, diz Giovanna Ewbank sobre adoção

“Não sou estéril”, diz Giovanna Ewbank sobre adoção

Giovanna Ewbank e a filha, Titi. Foto: Reprodução/Internet

Publicado em Famosos 3/10/2019 às 8:30

A atriz e modelo Giovanna Ewbank se emocionou ao falar sobre a sua relação com os filhos e o processo de adoção durante a palestra do TEDx no Centro Universitário FAG, no Paraná. Ela abordou sobre os preconceitos que sofreu até mesmo dos próprios familiares quando decidiu adotar Ttiti e posteriormente Bless, de 6 e 4 anos, ambos do Malawi, na África.

Giovanna Ewbank é casada com o também ator Bruno Gagliasso desde 2010, mas apenas cinco anos depois adotaram Chissomo, mais conhecida como Titi, após várias visitas ao Malawi. Durante a palestra, intitulada “Maternidade: não existe laço maior que o AMOR!”, ela conta como sofreu machismo na época da adoção da primeira filha. “Disseram que eu era estéril. Não. Eu não sou estéril. Nem meu marido. Mas não questionaram sobre ele. Mas a mim, mulher”, provocou.

LEIA MAIS: Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso compartilham primeira foto do filho, Bless

“Como é linda sua filha, ela tem mãe?’, ‘E os filhos de vocês vêm quando?’ Eu sempre achei que eu fosse uma mulher que achava que o relógio biológico nunca ia despertar. Nunca havia pensado em ter filhos. E isso veio com muito questionamento, crítica, muita pressão”, relatou Giovanna Ewbank ao contar algumas perguntas que uma mãe adotiva costuma ouvir. Assista à palestra:

Emocionada, Giovanna Ewbank relembrou do seu primeiro encontro com Titi, enquanto estava em um abrigo de órfãos na capital do Malawi, Lilongwe. Ela também contou que, até então, a maternidade parecia algo distante enquanto era algo que o marido, Bruno Gagliasso, queria muito. A modelo chorou durante vários momentos na palestra, mas alegou que tenta ser empática e fazer as pessoas compreenderem o que é adoção.

Compartilhe
Comentários