POLÍTICA

Globo nega ter vetado candidatura de Luciano Huck à Presidência

Publicado em Famosos Notas Política TV 26/09/2019 às 14:50
Globo nega ter vetado candidatura de Luciano Huck à Presidência

Pré-candidato, Luciano Huck articula supostas alianças, diz jornalista. Foto: Reprodução/Twitter

Luciano Huck deve anunciar sua candidatura à presidência em alguns meses, mas tudo dependerá dos resultados das próximas eleições estaduais, em 2020. De acordo com o colunista Tales Faria, do UOL, o apresentador se reuniu na última segunda-feira, 23, com líderes do PSDB, DEM e do Cidadania para comunicar tal decisão.

Questionado sobre possíveis vetos da Rede Globo, Huck teria afirmado que, ao contrário de 2018, estaria disposto a “enfrentar o desafio”. Contudo, eles concordaram que o anúncio não deve ser feito agora, já que o “termômetro” oficial será em 2020, quando acontecerão as próximas eleições estaduais.

LEIA MAIS: Luciano Huck aparece empatado com Jair Bolsonaro em pesquisa pela disputa presidencial

Nelas, os movimentos Agora! e RenovaBR, nos quais Luciano anda engajado, pretendem eleger ao menos 4 mil vereadores, dando força para sua candidatura ao Palácio do Planalto em 2022. Além disso, eles devem testar outros pré-candidatos, como o prefeito da cidade de São Paulo, João Doria (PSDB).

Outro ponto ressaltado na reunião foi o desligamento do apresentador com sua atual emissora, a Rede Globo. Huck não quer apressar o encerramento do seu contrato sem garantias. Além disso, é na Globo onde ele possuí um maior alcance. Tales Faria ainda afirma que os líderes acreditam que seu rompimento com o canal seria “apenas formal”, já que Bolsonaro declarou guerra à emissora e a Globo estaria na torcida por um candidato que o tirasse do poder.

Resposta global

Em nota, a Rede Globo resolveu se manifestar a respeito do suposto veto de Luciano Huck nas eleições de 2018. A emissora carioca reitera sua postura e, em outras palavras, confirmou que se o apresentador sair, não volta mais. Confira:

“Diante das especulações de que seria candidato, a Globo o procurou para saber se de fato ele concorreria à Presidência e enfatizou que, se assim fosse, teria de se submeter às regras da emissora, segundo as quais a vida politico-partidária é incompatível com a permanência nos quadros da Globo, mesmo depois do processo eleitoral. Tais regras estão em vigor e são válidas para todos os talentos da emissora. E visam a resguardar a postura de completa isenção da Globo. Na conversa, como a emissora esperava, Luciano Huck foi franco, correto e aderente às regras mencionadas”, dizia o comunicado.

Compartilhe
Publicado por
Igor Guaraná

Comentários