“Antes você não tinha noção do que causava, mas era a mesma coisa”, fala Renato Góes sobre bullying e piadas racistas, LGBTfóbicas…

“Antes você não tinha noção do que causava, mas era a mesma coisa”, fala Renato Góes sobre bullying e piadas racistas, LGBTfóbicas…

Renato Góes ao lado da noiva, Thaila Ayala, na plateia do Cine PE - Foto: Felipe Souto Maior / Divulgação

Publicado em Famosos 4/08/2019 às 2:53

Com informações da assessoria do Cine PE:

Renato Góes esteve no Cine PE, na noite de sábado (3), junto à equipe do curta “O Corpo É Nosso!”, de Theresa Jessourou. A obra, de que o ator recifense participa, dá voz aos feminismos (no plural porque o assunto é tratado na sua diversidade), e portanto é protagonizado por mulheres. Perguntado se ele teria mudado de 2016, a vez anterior em que esteve no festival de cinema, para agora, respondeu que sim, que tudo muda, e fez um paralelo com o feminismo: “É um assunto que muda a cada dia. Tenho certeza que as próprias mulheres que expuseram as suas ideias no filme já teriam, hoje, algo a acrescentar, porque é uma eterna conquista; um entendimento no dia a dia, a partir do que a gente vai passando e enxergando”.

LEIA TAMBÉM: Cine PE: Drica Moraes e Renato Góes criticaram Governo Federal

Renato Góes ressaltou também mudanças quanto a outros temas discutidos hoje com visibilidade, como racismo e LGBTfobia, que são crimes, e ainda os diversos tipos de bullying, que no passado foram ignorados e serviam para, abertamente, fazer chacota e causar constrangimento e discriminação. “Quando alguém diz que antes se sacaneava e não tinha problema, mas que agora mudou… Mudou não! É a mesma coisa. Só que antes você não tinha noção do que aquela brincadeira causava, mas era a mesma coisa. Sobre todos esses assuntos de hoje, a conquista e a reeducação são diárias”.

Compartilhe
Publicado por
Romero Rafael

Comentários
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com