Após caso de racismo, Sephora fecha as portas para treinamento em diversidade nos EUA

Após caso de racismo, Sephora fecha as portas para treinamento em diversidade nos EUA

Marca treinou seus funcionários para diversidade. Foto: Reprodução/Sephora/Internet

Publicado em Beleza Famosos Música Notas 5/06/2019 às 2:26

A marca de cosméticos Sephora fechou suas portas por cerca de uma hora nesta quarta-feira, 5, nos EUA. O objetivo da intervenção foi oferecer para seus 16 mil funcionários “oficinas sobre inclusão”. O treinamento acontece um mês após a cantora SZA denunciar um caso de racismo em uma loja californiana da empresa.

Em nota, a Sephora afirma que o treinamento já estava em desenvolvimento antes mesmo do infeliz episódio envolvendo SZA, o que acabou prejudicando os esforços da companhia em defender a pluralidade. A marca pediu desculpas a cantora , dizendo que o incidente “reforça porque o pertencimento é agora mais importante do que nunca”.

LEIA MAIS: Danilo Gentili é bloqueado do Facebook por racismo

Além das lojas, a empresa pretende fechar os centros de distribuição e o escritório corporativo para conscientizar os funcionários sobre “identidade de gênero, raça e etnia, habilidades de idade e muito mais”. Lembrando que a companhia faz parte do grupo de luxo Moët Hennessy Louis Vuitton LVMH, o mesmo conglomerado que lançou a linha Fenty Beauty, da Rihanna.

Depois da confusão instaurada, Rihanna enviou à SZA um vale-presente da Fenty. “Vá comprar Fenty Beauty em paz, sis! Com amor, Rihanna”, escreveu a empresária.

Compartilhe
Publicado por
Igor Guaraná

Comentários
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com