Fabinho Casanova ‘mitou’ ao trazer Ivete Sangalo para seu níver de 45 anos

Fabinho Casanova ‘mitou’ ao trazer Ivete Sangalo para seu níver de 45 anos

Ivete com a família Casanova: Fabinho, Marcinha, Juju e Guga. Dayvison Nunes / JC ImagemData: 23-03-2019Assunto: SOCIEDADE - Aniversário de Fabio Casanova, com Show de Ivete Sangalo.

Publicado em Cobertura 24/03/2019 às 12:37

Fabinho Casanova comemorou seus 4.5 em grande estilo. Havia – para variar – toda a expectativa em torno do seu aniversário. Como sempre, no Paiva, com festão, atração surpresa.. Para contextualizar: já teve um pouco de tudo: Latino, Chiclete com Banana, Capitão Inicial, Titãs, Frejat… No convite, a possibilidade de repeteco ou de “carne nova”. Expectativa. Apostas… Venceu quem foi em novidade. Desta vez, o oftalmo trouxe – simplesmente-  Ivete Sangalo. Sim, “mainha”. E a baiana zeroooooooooooou tudo. Pense numa energia, animação, astral… e qualquer outra coisa seria menos para definir a apresentação de mais de duas horas no palco armado em frente à sua casa na beira-mar. “Ano passado, rolou uma paquera, mas por conta da gravidez das gêmeas não rolou. Temos uma amiga em comum em Salvador e não podia fazer desfeita”, contou.

O público delirou. E não foi por menos. O show foi perfeito, incrível… Só sucessos. Dela e dos outros. Para variar, a cantora  chamou atenção pela personalidade e presença de palco. Canta. Pula. Canta. Pula de novo. Não para. Na terceira música, com seu jeito espontâneo, pediu para um dos convidados tirar seu sapato alto “que a estava matando”. Trocou por uma botinha baixa.

Resolvido? Segue o baile…

Dançou com o anfitrião e sua mulher, Marcinha, linda num modelito esmeralda de Cyntya Verçosa. Chamou a filha mais velha, Julia, para cantar junto. Encantou!. Também tirou onda com o sobrinho de Fabinho, João Guilherme, e o chamou para dançar em cima do palco.  Convidou um dos garçons para um cheek-to-cheek com ela, hablou español com uma convidada argentina e sacudiu. Sacudiu muito…. Brincou que se refestelou com bode do Entre Amigos e que comeu “metade dos docinhos de Lana Bandeira”.

Há tempo, o gargarejo não ficava tão concorrido. A ponto de ninguém – eu disse ninguém! – mover-se para pegar uma bebida. O povo queria mesmo era dançar ao som de Arerê,  Festa, Dalila, Hino dos Elefantes e Vassourinhas.  E olhe que o bufê tava dos deuses – by La Cuisine – com filé, quiches, maionese de lagosta, tartare, além do “não-pode-faltar” cachorro-quente, uma das marcas registradas da família. Teve também Legião Urbana Cover e Downtown Band.

Confira quem passou por aqui:

Compartilhe
Publicado por
Mirella Martins

Comentários
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com