publicidade
09/02/19
Ivete Sangalo no Segura a Seringa - Foto: Dayvison Nunes / JC Imagem
Ivete Sangalo no Segura a Seringa - Foto: Dayvison Nunes / JC Imagem

Ivete Sangalo “botou pra ferver” o Segura a Seringa na sua volta à prévia

Publicado por Romero Rafael em Carnaval 2019 às 3:34

Ivete Sangalo está para o Segura a Seringa assim como o confete está para o Carnaval. Ou seja, pode até faltar, mas a identificação é direta. A cantora baiana – que, em 2018, ficou de fora da prévia do Real Hospital Português, por causa da gravidez das gêmeas Helena e Marina – voltou com sede na festa deste ano. E o público, idem. “Posso falar um palavrão? Que saudade da p****! Que saudade de estar com vocês no Recife”, gritou, depois de levar o Classic Hall à fervura já nas primeiras músicas.

Como de costume, Ivete Sangalo recebeu no camarim, antes do show, os anfitriões da festa, o provedor do Real Hospital Português Alberto Ferreira da Costa e a mulher, Carmen – Foto: Dayvison Nunes / JC Imagem

A casa de shows estava lotada. Mais cedo, à entrada, era fila de carros na Agamenon Magalhães, e depois fila de gente para entrar. O visual do Segura a Seringa estava para se admirar. Cintia Kato fez a decoração, enquanto a Reserva Comunicação, a cenografia. No teto do Classic Hall projetavam-se o nome da festa e animações com motivos carnavalescos que remetiam ao tema do ano: a cultura luso-brasileira, numa celebração à instituição portuguesa há 163 anos no Recife.

Foto: Dayvison Nunes / JC Imagem

A decoração da área dos camarotes – que perdeu as divisórias, ficando um grande camarote espaçoso (mas nem por isso vago; muito pelo contrário) – também era caprichada. Telões exibiam Carmen Miranda, e as frutas tropicais que eternizaram a cantora como imagem-símbolo de um Brasil foram trunfo para decorar o corrimão da escada. Tubos finos e coloridos, aparentemente de acrílico, desciam do teto, numa espécie de luminária-instalação, lembrando as fitas do bumba-meu-boi.

Ivete Sangalo

A dona da noite, Ivete Sangalo, animou o público cantando seus sucessos, mas usou da sua força carismática para fazer com que os foliões, por segundos que fosse, pensassem em todas as tragédias já registradas em 2019 no Brasil – do rompimento da barragem de rejeitos da Vale em Brumadinho (MG) às fortes chuvas no Rio de Janeiro e ao incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo.

“Tantas coisas difíceis vêm acontecendo no Brasil. Queria dedicar esse show às famílias de Brumadinho e às tantas que sofrem das consequências da falta de atenção com o outro, o ser humano. Essa ganância absurda, esse poder que vem destruindo tudo… Só o amor e o respeito vão construir um mundo melhor. Essas coisas [as tragédias] fazem a gente abrir os olhos para nos colocarmos no lugar do outro. O que ‘tá’ faltando é pensar no outro! Pensa-se muito em si, mas pensar no outro é um exercício diário maravilhoso. E vamos aproveitar o fato de estarmos aqui juntos, em festa, para que a nossa energia chegue a essas pessoas e leve força e fé. Que elas recebam o nosso amor, acima de tudo. Que elas superem tudo.”

Mais para o fim do seu show, Ivete Sangalo convidou Duda Beat, cantora e compositora pernambucana radicada no Rio, que tem conquistado ouvidos com sua música de sotaque nosso. Cantaram juntas Bichinho, de Duda, e Eva, sucesso na voz da baiana desde a Banda Eva.

Ivete Sangalo e Duda Beat – Foto: Dayvison Nunes / JC Imagem

A noite do Segura a Seringa fechou com outro baiano, Bell Marques.

Confira na galeria de imagens quem passou pelo camarote do Classic Hall no Segura a Seringa. Entre os convidados, o governador Paulo Câmara; o prefeito do Recife, Geraldo Julio; o presidente do TCE-PE, Marcos Loreto; o presidente da Alepe, Eriberto Medeiros; além dos secretários de Educação e de Turismo do Estado, Fred Amâncio e Rodrigo Novaes, respectivamente; o presidente da Fundarpe, Marcelo Canuto, e muitos médicos: Álvaro Dantas, Angelina Miranda, Mirela Ávila, Emmanuel França, Luciana Lócio…



FECHAR