publicidade
10/10/18
Tina Turner relata tortura e tentativa de suicido ao lado do ex-marido, Ike Turner.
Tina Turner relata tortura e tentativa de suicido ao lado do ex-marido, Ike Turner.

Em novo livro, Tina Turner revela tentativa de suicídio e tortura do ex-marido

Publicado por Igor Guaraná em Famosos às 17:41

Tina Turner, de 78 anos, lançou um novo livro intitulado Minha História de Amor, que será lançado próxima semana nos EUA. Nele, a cantora relatou o passado angustiante ao lado do marido Ike Turner, com quem ficou por 16 anos. “A nossa vida juntos foi marcada por abuso e medo. (…) Num jeito perverso, os hematomas que ele me deu – um olho roxo, o lábio machucado, a costela trincada – eram marcas de posse. Uma maneira de dizer: ‘Ela é minha e eu posso fazer o que eu quiser com ela’. Eu sabia que tinha que ir embora, mas eu não sabia como dar o primeiro passo. Nas horas mais difíceis, eu me convenci que a morte era o meu único caminho”, escreveu.

LEIA TAMBÉM: Anitta revela que é flexível quando o assunto é namoro

Sobre sua tentativa de suicídio, em 1968, ela conta que ingeriu cerca de 50 pílulas para dormir, mas tentou se apresentar da mesma forma. “Tudo estava desmoronando: meu status, minha confiança, meu mundo. Uma noite, antes de um show, eu não aguentava mais e engoli 50 pílulas para dormir. Eu sabia que elas iam demorar para fazer efeito, então eu calculei que conseguiria fazer o número de abertura e desse jeito Ike ia conseguir o dinheiro da performance. Eu estava tão bem treinada que até meu suicídio deveria ser conveniente para ele”.

LEIA TAMBÉM: Programa reunirá estrelas do ‘The Voice Brasil’ em nova competição musical

No entanto, a artista desmaiou quando passava maquiagem e, logo depois, foi levada ao hospital. “No dia seguinte, eu acordei, virei o rosto e lá estava Ike. ‘Você deveria morrer’, ele disse”, disse Tina, que não tentou suicídio novamente por acreditar em algo maior. Durante uma turnê conjunta com os Rolling Stones, em 1969, Ike teria ficado furioso com o cancelamento das apresentações. “Eu estava tão doente que eu não conseguia ficar com a cabeça levantada. Ike estava furioso porque tivemos que cancelar nossas apresentações”, conta.

LEIA TAMBÉM: Beyoncé é considerada pela BBC a mulher mais poderosa da música em 2018

No livro, ela fala sobre o quão torturante era sua relação sexual com o ex-marido. “Ele começou a usar cocaína, porque alguém havia dito que isso ia ajudar no sexo. Para mim, entretanto, transar com Ike era hostil, e um tipo de estupro, principalmente quando começava ou terminava comigo sendo espancada. (…) Ele usava meu nariz como saco de pancadas tantas vezes que eu conseguia sentir o sangue descendo a minha garganta quando eu cantava. Ele quebrou meu maxilar e eu não lembrava como era não ter um olho roxo”. Tina e Ike se divorciaram em 1978.



FECHAR