Ensaio de 15 anos com negros caracterizados de escravos gera revolta na internet

Ensaio de 15 anos com negros caracterizados de escravos gera revolta na internet

Festa de 15 anos com pessoas caracterizadas de escravos é criticada na internet (Imagem: Reprodução)

Publicado em Festas 16/03/2018 às 11:02

Brasil, 2018: Imperial Garden (Jardim Imperial), esse foi o tema escolhido por uma garota de Belém que completava 15 anos para a festa que marca a adolescência de parte das meninas que decidem – e podem – realizar esse rito de passagem. Nas imagens, divulgadas nas redes sociais e carregadas de violência simbólica para muitos, ela aparece de “Sinhá”, sentada em frente a uma mesa farta, ao lado de duas pessoas negras caracterizadas de escravos da casa grande.

LEIA TAMBÉM: Rihanna se irrita com Snapchat após brincadeira com violência doméstica

As imagens, que estão deletadas, foram compartilhadas pelo Instagram da empresa especializada em festas Cerimonial Lorena Machado. O ensaio foi um dos assuntos mais comentados das redes sociais dessa quinta-feira (15), entre os quais liderava o assassinato da líder feminista negra e vereadora Marielle Franco.

A mãe da garota, a empresária Bianca Castilho, foi questionada pelo G1 sobre o episódio:

“Em nenhum momento passou pela nossa cabeça menosprezar uma raça, tanto que em nossa família existem negros e índios. Precisam saber o que de fato se passa por trás da imagem, qual o real significado. A escravidão é algo que é fato, sabemos que ainda existe o racismo! E a foto foge do tema real da festa da debutante, que é o imperialismo, ‘Jardim imperial’. É fácil criticar sem ter base a cerca (sic) do assunto, pois é bem mais abrangente.

Para finalizar, ela ainda afirmou que pensa em um processo: “Queríamos acrescentar que a pessoa que evidenciou a postagem acrescentou palavras à imagem que viralizou na internet. Podemos até processar a pessoa que começou todo esse movimento em desfavor do sonho em ter uma festa de 15 anos, que é o momento único para uma adolescente como a minha filha”.

A dona da empresa publicou uma nota no seu Facebook, assumindo o erro e pedindo desculpas:

Na data de ontem, 14.03.2018, o Cerimonial Lorena Machado acompanhado de seus parceiros de trabalho participaram de um ensaio fotográfico de um aniversário de 15 anos, cujo tema é Imperial Garden.

Após o término do ensaio e publicação de trechos dele, presenciamos a veiculação dessas imagens como uma reprodução do período escravocrata e forma de racismo. Diante dos ocorridos, com total humildade, estamos vindo a público nos retratar e pedir PERDÃO.

Jamais foi nossa intenção fazer qualquer retratação que levasse a entender que a escravidão foi algo bom em nossa história. Tínhamos a única intenção de retratar o período histórico do Império que, infelizmente, tinha escravidão.

Mas, graças a outros olhares, percebemos que fomos infelizes nessa reprodução. Erramos, sim! E admitimos nosso erro. Como todo ser humano, estamos passíveis de erros e acertos. Desta vez erramos, e feio!

Pedimos perdão a todos os negros, negras, descendentes, pardos e pardas e a qualquer pessoa que tenha se sentido atingida por nossa publicação.

Não foi nossa intenção agredi-los ou ofendê-los, mas admitimos que fizemos. E viemos humildemente pedir o perdão de vocês.

Agradecemos os comentários feitos para que pudéssemos identificar e entender onde erramos, foi essencial para que crescêssemos.

No mais, pedimos perdão novamente e o Cerimonial Lorena Machado estará sempre aberto a críticas e elogios, pois eles que nos fazem crescer e amadurecer como seres humanos e profissionais”.

Lorena Machado

 

Compartilhe
Publicado por
Victor Augusto

Comentários
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com