publicidade
08/02/18
Gisele Luz, Miss Pernambuco Plus Size 2017
Gisele Luz, Miss Pernambuco Plus Size 2017

Falta de patrocínio pode deixar Miss Pernambuco Plus Size de fora da etapa nacional

Publicado por Victor Augusto em Beleza às 10:54

O mundo das modelos, apesar de glamouroso, não é nada fácil. Poucas são as que conseguem fazer disso um sustento, se dedicando exclusivamente à essa atividade. Imagine quando se fala em plus size, as dificuldades são ainda maiores. Gisele Luz, Miss Pernambuco, pode deixar de participar da etapa nacional do concursodia 8 de março em São José do Rio Preto (SP), por falta de patrocínio. Ela só precisa da passagem aérea, uma ajuda com os custos para deslocamento, uma vez que não pode arcar com as despesas, e o traje típico.

Os bilhetes podem ser comprados por até R$1.000.  O traje de gala – que era uma incógnita – só conseguiu graças a intervenção da reportagem, que contactou com a Bia Guirão para fornecer o vestido. Agora, ainda falta um modelo regional para concorrer na categoria. A maior dificuldade é a necessidade de confeccioná-lo, uma vez que não existem “fantasias” disponíveis no seu tamanho para aluguel. Estima-se que Gisele deva gastar cerca de R$ 800 com esse quesito.

“Dizem que não existem modelos plus size”

Desde criança o meu sonho era ser modelo. Só que, chegando nas agências, diziam que eu precisava emagrecer. Não existia esse nicho de mercado Plus Size. E nesse tempo eu quase aceitei a ideia de que não há espaço para pessoas como eu, com o peso fora do ‘padrão’. Somente há alguns anos foi que apareceu a oportunidade e que comecei a me dedicar de verdade. Espero poder realizar esse sonho, que poder viver do que eu gosto de fazer”

Gisele Luz, Miss Pernambuco Plus Size

Apesar dos avanços, ela ainda relata as dificuldades enfrentadas atualmente: “Estou procurando ajuda desde o início de janeiro. Nós (plus size) não temos respaldo. Eles riem, desligam na minha cara, dizem que não existem modelos plus size“. A modelo tem 36 anos, é formada em administração e trabalha no setor financeiro de um escritório de advocacia.

Gisele Luz, Miss Pernambuco Plus Size 2017 (Imagem: Reprodução)

Ao falar do concurso, Gisele já corta o senso comum, que atrela competições de beleza com futilidades. Nesse caso, o que está em jogo é a representatividade, que ajuda na autoestima do seu público: “Gostaria de vencer não somente por mim, mas por todas essas mulheres e homens que são vistos como feios. A existência desses concursos faz com que não nos vejam mais como ‘mais uma gorda doente ou gulosa’. Mas para a gente se enxergar e para que nos enxerguem como mulheres bonitas, que se amam“.

No ano passado, o concurso para Miss Pernambuco Plus Size não aconteceu presencialmente, uma vez que a competição não atingiu o número mínimo de participantes. A vencedora foi escolhida a partir de uma votação interna. Caso Gisele Luz traga o caneco para o Estado, ela espera que situações como essa não se repitam. “O que impede as pessoas de participar não é a falta de vontade, e sim a vergonha de se mostrar. Quero servir de inspiração para elas tomarem coragem“.

 



FECHAR