Beleza Cura: um projeto itinerante na luta contra o câncer

Beleza Cura: um projeto itinerante na luta contra o câncer

Jane Silva - Dayvison Nunes/JC Imagem

Publicado em Instant Article 15/10/2017 às 11:00

Mês de prevenção e conscientização da luta contra o câncer de mama, o Outubro Rosa encoraja as mulheres a fazerem seus exames periódicos e ajuda a quem está passando por tratamento. Para dar continuidade ao especial com histórias de mulheres que enfrentam ou já enfrentaram a doença, o Social1 conta a da maquiadora e psicóloga Jane Silva, que lutou contra um câncer de mama e criou o projeto Beleza Cura, que vai fazer e ensinar maquiagem às mulheres em tratamento.

Jane Silva – Dayvison Nunes/JC Imagem

O Projeto

Com histórico de câncer na família, a maquiadora e psicóloga Jane Silva resolveu levar sua Escola de Beleza e Serviços, localizada no Bairro de Santo Amaro, no Recife, às mulheres que estão em tratamento contra o câncer de mama. O projeto itinerante chamado Beleza Pura será realizado doze vezes por ano, sempre no último domingo de cada mês. Outubro foi o mês escolhido para a estreia no Hospital Oswaldo Cruz e com o apoio da Dra. Vilma Maria (ginecologista e obstetra) e da Dra. Christiane Violet (oncologista).

“A ideia é levar um pouco da nossa arte e desenvolver a habilidade das mulheres. A gente ministra aulas simples, fazendo maquiagem com elas, um verdadeiro dia de beleza, elevando a autoestima para que elas tenham mais força para encarar o tratamento que é pesado. Cuidar da beleza pode ajudar a curar em uma fase em que a gente precisa se fortalecer como mulher”, explicou Jane.

Jane Silva – Dayvison Nunes/JC Imagem

A doença

Em abril deste ano, na semana em que completou 34 anos, Jane foi diagnosticada com carcinoma ductal in situ – forma inicial de neoplasia em que as células com características malignas não invadem a membrana basal subepitelial, logo, não atinge veias e linfáticos, não dá metástases e pode ser considerado como um pré-carcinoma – e retirou um quadrante da mama.

“Foi muito difícil… A gente pensa assim “por que, eu”?, “por que agora?”. Foi um choque para mim e para a minha família. Depois que passou o susto, para mim, foi um divisor de águas. Como minha oncologista diz: “o câncer é uma doença espiritual, ele vem trazer alguma mensagem”. E eu acho que isso aconteceu comigo, revi muitos valores, revi muitas coisas na minha vida…”, contou emocionada.

Oito meses depois da descoberta, Jane recebeu alta e refletiu: “Estou saindo de todo esse processo muito diferente do que eu era. É como se, de uma certa forma, a gente fosse escolhido, sabe? É melhor pensar assim do que cair na tristeza”.

Jane Silva – Dayvison Nunes/JC Imagem

A importância do autoexame

Acostumada a levar uma vida saudável, com exercícios físicos e boa alimentação, Jane descobriu a doença ao fazer o autoexame. A maquiadora faz questão de ressaltar sua importância para a descoberta precoce e êxito no tratamento. “Identifiquei uma alteração na minha mama, fui ao médico, fiz os exames, e fui diagnosticada com câncer de mana na fase inicial”, disse.

“Sempre fiz meu autoexame, mesmo com muito medo, eu tinha muito medo de me tocar e achar alguma coisa. O ideal é fazer uma vez ao mês, pode fazer na hora do banho, deitada na cama”, ensinou.

“Por isso eu falo do autoexame, porque ele me salvou. A nossa vida está em nossas mãos. Você não tem como se prevenir totalmente daquilo, mas você pode pegar ele, antes de ele te pegar. É só a gente se cuidar, se tocar, se apropriar do corpo da gente e ir em busca de ajuda, estar sempre vigilante… Com o autoexame você consegue atingir o nível inicial da doença”, resumiu.

Jane Silva – Dayvison Nunes/JC Imagem

Apoio

O apoio da família durante o tratamento foi essencial para Jane. “Pra minha família foi um choque muito grande, mas tive apoio total dos meus pais, que se preocuparam e ficaram comigo o tempo todo, da minha irmã que é médica ginecologista, meu marido… E isso é muito importante”, frisou.

Além da família, os alunos de Jane não a deixaram sozinha: “A energia dos meus alunos foi primordial para que eu pudesse continuar. As pessoas tem que entender que a doença não pode lhe paralisar, é o momento em que você mais precisa estar com pessoas boas e fazendo o que você gosta”.

Jane Silva – Dayvison Nunes/JC Imagem

Durante o tratamento

Na época do tratamento, Jane continuou dando aulas de maquiagem: “Quando eu chegava aqui tudo mudava. Meus alunos entenderam e me apoiaram, me levaram à uma feira de beleza, fizeram um paredão para me proteger, para que ninguém encostasse em mim, para que eu não me machucasse e foi uma diversão!”

“Eu não parei as atividades, não parei de viver… Sou professora, atendo noivas como maquiadora e isso para mim foi muito importante, a energia dos meus alunos, dos meus clientes, me fazia cada vez mais feliz para eu poder seguir em frente. Ficar em casa é a pior opção. Você tem que fazer algo que você gosta. E eu gosto de fazer maquiagem, ensinar, deixar as pessoas bonitas… Só parei quando precisei fazer exames, ser internada para fazer a cirurgia”, justificou.

Fases

Jane passou por diversas fases durante as 25 sessões de radioterapia. “Um dia eu acordei rápido, meio tonta, fui ao banheiro e desmaiei! Quebrei o nariz e isso me deixou uma cicatriz. Levei 10 pontos! Eu desconfio que tenha sido por conta da rádio”, contou. “A gente fica meio enjoada, sem fome, aí é que está o perigo, a gente tem que se alimentar, beber muita água, porque desidrata”, aconselhou.

Jane Silva – Dayvison Nunes/JC Imagem

Beleza Cura

O nome do projeto foi escolhido como uma forma de homenagear Sr. Orlando, o melhor amigo do pai de Jane. “Ele tinha muita alegria! Ele falava “beleza pura” e era uma pessoa muito querida da minha família. Ele transformava qualquer ambiente com aquele sorriso. E quando foi embora por conta de um câncer, eu quis fazer um projeto que pudesse alegrar a uma pessoa com câncer. E assim surgiu o nome Beleza Cura, por conta de Seu Orlando que falava esse jargão e levava alegria por onde passava”, contou.

Você também pode ajudar o projeto Beleza Cura

“Qualquer pessoa que queira participar pode ajudar outra pessoa a se automaquiar. Será uma tarde de aprendizado, diversão e distração para que elas possam se sentir mais empoderadas, mais confiantes! São técnicas simples para o dia a dia, usando aquilo que elas já têm”, explicou. Além das aulas, Jane está arrecadando lenços e cremes que podem ser usados nos seios durante a radioterapia.

Quem tiver cremes sobrando e quiser doar, maquiagens novas e lenços, deve entrar em contato por telefone (WhatsApp) 81 99530.1814 ou por e-mail contato@galeriademaquiagem.com. O projeto Beleza Cura fará sua primeira ação no dia 31 deste mês, das 8h às 12h, no Hospital Oswaldo Cruz.

Jane Silva – Dayvison Nunes/JC Imagem

Saiba mais sobre o câncer de mama:

Foto: Jornal do Commercio

Compartilhe
Publicado por
Anneliese Pires

Comentários

blogsocial1

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com