Ludmilla vai processar apresentador que a chamou de macaca: “Não deixaremos impune tais atos”

Ludmilla vai processar apresentador que a chamou de macaca: “Não deixaremos impune tais atos”
Publicado em Notas 18/01/2017 às 8:15

Após ser chamada de Macaca na tarde desta terça-feira (17), pelo apresentador Marcão do Povo, do Balanço Geral do Distrito Federal, Ludmilla confirmou que vai entrar com um processo contra o repórter. A situação aconteceu quando ele foi comentar uma reportagem do quadro A Hora Venenosa, sobre uma suposta mentira da cantora para não atender os fãs.  “É uma coisa que não dá para entender. Era pobre e macaca. Mas pobre pobre mesmo”, disse o apresentador.

Em poucos minutos, a fala já havia repercutido na internet. Ludmilla postou o vídeo em seu Instagram e legendou: “Infelizmente, ainda existem pessoas que não compreendem que a discriminação racial é crime e alguns, ainda usam o espaço na mídia para noticiar mentiras ao meu respeito, ofender, menosprezar e propagar todo o seu odio.
Não deixaremos impune tais atos, trata se de um desrespeito absurdo, vergonhoso. Fica evidente que esse cidadão @marcaoapresentadortv não possui nenhum pudor ou constrangimento em ofender alguém em rede nacional.
Como já foi dito por Paulo Autran, “todo preconceito é feito da ignorância”, visto que os racistas não possuem um conhecimento de moralidade, tratando sua própria cor de pele como superior e única. Isso tem que ser combatido e farei a minha parte, quantas vezes for necessário.”

[instagram BPYnJSvBeV_]

No Twitter, a conta do Balanço Geral tentou explicar o caso:

A justificativa, no entanto, não convenceu os internautas:

Outros casos

A própria Ludmilla já entrou na justiça uma vez contra Val Marchiori, que disse que a cantora tinha “cabelo de Bombril”. Além disso, Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank também foram à delegacia denunciar comentários racistas contra a filha, Titi. 

Compartilhe
Publicado por
Mirella Martins

Comentários
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com