Patrícia Marx revela que sofreu assédio sexual à época do Trem da Alegria

Patrícia Marx revela que sofreu assédio sexual à época do Trem da Alegria

Patrícia Marx deu detalhes do assédio sexual que sofreu na infância

Publicado em Famosos 14/11/2016 às 8:53

A cantora Patricia Marx, famosa nos anos 1980 por integrar o grupo musical infantil Trem da Alegria, revelou  no programa Domingo Show da Record, que sofreu assédio sexual na infância, no auge do seu sucesso, e revelou o motivo que a fez ficar calada por três décadas.

Em conversa com a repórter Lorena Coutinho, Patrícia afirmou: “Eu tive assédio. Assédio de produtores, assédio de adultos, assédio de diretores de gravadora, de artistas”. Ainda no desabafo, a cantora revelou detalhes: “As pessoas queriam me tocar e me beijar. Algumas me beijaram à força. Falaram coisas chulas para mim: “Senta no meu colo e me dá um beijinho! Deixa eu beijar você”. Coisas que são invasões do seu corpo e sem permissão. Sinto nojo quando me lembro disso”.

Em uma postagem feita numa rede social, Patrícia explicou o motivo que a fez revelar o assédio após tantos anos. “Esse é o momento da minha vida, que eu resolvi falar. Vou falar porque isso tá engasgado em mim faz tempo. E isso não vai ficar aqui dentro, guardado só pra mim, como um veneno amargo, num loop infinito. Essas pessoas (elas sabem quem são), precisam saber que eu não vou me calar. Que elas possam se lembrar, assim como eu. Quem cala consente”.

Marx também contou sobre as dificuldades do meio artístico: “Eu fui crescendo e comecei a entender o jogo, daí você tem que jogar. Tem que entrar no jogo porque você precisa trabalhar. Se você não entrar no jogo, você está fora”

Leia também:
Leão Lobo revela ter sofrido estupro e detona Xuxa em programa de TV

Compartilhe
Publicado por
Anneliese Pires

Comentários
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com