Exposição de Artes do IMIP é aberta

Exposição de Artes do IMIP é aberta
Publicado em Artes Notas 8/04/2016 às 10:26

Com número menor de obras, mas com a mesma curadoria impecável, a 17ª Exposição de Artes do IMIP foi aberta na noite desta quinta-feira (7), no Museu do Estado. Este ano, o segmento de fotografia não foi contemplado por contenção de despesas. Nas paredes do salão principal do equipamento cultural, 103 obras entre pinturas, desenhos, gravuras e esculturas apareciam em destaque à venda para quem quisesse adquirir uma obra de arte de grandes nomes das artes plásticas pernambucanas e ainda ajudar a instituição médica.

A presidente da Fundação Alice Figueira, Silvia Rissin, o curador Pedro Frederico e a diretora do Museu do Estado, Margot Monteiro - Fotos: Dayvison Nunes / JC Imagem

A presidente da Fundação Alice Figueira, Silvia Rissin, o curador Pedro Frederico e a diretora do Museu do Estado, Margot Monteiro – Fotos: Dayvison Nunes / JC Imagem

Metade metade do lucro de cada obra vai para o autor e a outra metade para a construção do a Fundação Alice Figueira de Apoio ao IMIP. De acordo com a presidente da instituição, Silvia Rissin, o valor arrecadado será destinado às obras do Instituto de Oncologia Governador Eduardo Campos e também para suprir déficit financeiro da Fundação. “Muita gente deixou de pagar plano de saúde e entrou para ser cliente do SUS. Então a demanda que já era de 100% aumentou e a gente não recebe do Governo Federal o aumento da tabela do SUS já mais ou menos 10 anos”, explicou.

O salão do Museu do Estado ficou cheio

O salão do Museu do Estado ficou cheio

Francisco Brennand, Reynaldo Fonseca, Manuel Suassuna, José Cláudio, Marcelo peregrino, Roberto Ploeg, Pragana são alguns dos nomes que assinam as obras. Uma das que mais chamou atenção dos visitantes foi a de Teresa Costa Rego, intitulado Mulher e o gato. Foi vendido em poucos minutos.  “Essa exposição é muito mais do que uma ação social, hoje, é um dos eventos mais importantes na programação anual das artes visuais em Pernambuco”, explisou o curador há 12 anos, Pedro Frederico.

A exposição fica em cartaz até o dia 17 de abril, as 9h às 17h (segunda a sexta), das 14h às 17h (sábados e domingos).

 

Compartilhe
Publicado por
Anneliese Pires

Comentários
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com