Sabia que é possível aumentar o bumbum com cirurgia plástica? A gente conta tudo.

Publicado em Notas 15/09/2015 às 2:02
Sabia que é possível aumentar o bumbum com cirurgia plástica? A gente conta tudo.

gluteos

Um bumbum durinho e empinado é o sonho de consumo de muitas mulheres e para consegui-lo, muitas malham pesado nas academias. No entanto, nem sempre os exercícios dão conta do desejo por um derriere destacado e é aí que a cirurgia plástica pode ajudar, com o uso de implantes e enxerto de gordura. Segundo dados da American Society for Aesthetic Plastic Surgery, em 2014 o número de gluteoplastias de aumento cresceu 86% em comparação com o ano anterior.

De acordo com a cirurgiã plástica Ana Carolina Campolina, médica graduada em cirurgia plástica pela Escola de Ivo Pitanguy, no Rio de Janeiro, e sócia da AVIVA Cirurgia Plástica, a gluteoplastia é indicada para quem quer aumentar ou modelar o bumbum. “Normalmente fazemos este tipo de procedimento em glúteos pequenos, sem projeção ou que apresentam discreta flacidez.” – explica a médica.

A cirurgiã plástica Ana Carolina Campolina explica como é feito o procedimento

A cirurgiã plástica Ana Carolina Campolina explica como é feito o procedimento

O implante é realizado com raquianestesia ou anestesia geral, o que fica a critério do médico. “Normalmente fazemos uma única incisão pequena, cerca de 6 a 8 centímetros entre os glúteos, por onde vão ser colocados os implantes, dentro do músculo glúteo máximo. A cirurgia dura cerca de duas horas e necessita de um dia de internação hospitalar. “A cicatriz, quando bem posicionada, é praticamente imperceptível, pois fica entre os glúteos.” – acrescenta Dra. Ana Carolina.

CUIDADOS – Para definir o tamanho e o formato dos implantes, o cirurgião plástico avalia o biotipo do paciente, considerando a estrutura do corpo, altura e outros detalhes anatômicos. A partir daí ele define se usará implantes redondos ou ovais e o volume, sempre buscando a harmonia do conjunto.

Realizada a cirurgia, o paciente precisa ficar internado por 24 horas, de bruços por cerca de 24hs. Depois pode se virar de lado, mas sentar mesmo, só depois de uma semana. É importante repouso por cerca de 15 dias e, durante um mês, é preciso usar uma cinta modeladora. “Recomendo que a paciente que faz exercícios físicos só volte à ativa depois de 45 dias após a cirurgia. Assim já temos uma boa recuperação pós-cirúrgica e a maioria das pessoas não sente nenhum desconforto com os implantes” – avisa a cirurgiã.

NÃO VAZA – Os implantes glúteos são diferentes dos usados nos seios: tem maior densidade e tem a superfície lisa. Os implantes usados na atualidade são feitos de um gel de alta coesividade e não vazam, mesmo que se rompa. “É verdade que uma pessoa que passou por uma gluteoplastia de aumento não pode tomar injeções naquela área: não que a agulha possa estourar o implante, mas pode causar pequenos danos que podem comprometer a integridade do material. Isso além do fato que a medicação, possivelmente, não seria absorvida pelo corpo, já que poderia ser injetada no implante e não na musculatura local. Apesar deste pormenor, a cirurgia é muito bem tolerada com um elevado grau de satisfação. ” – completa Campolina.

Compartilhe
Publicado por
Anneliese Pires

Comentários
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com