Como cuidar de orquídeas sem segredos

Publicado em Notas 18/11/2014 às 11:03
Como cuidar de orquídeas sem segredos

Foto: reprodução internet

Orquídeas sempre estiveram na lista das mais nobres e delicadas flores. Elas exercem um fascínio por sua aura quase mágica e pela dificuldade que muitas pessoas têm com a sua manutenção. No entanto, não há mistérios no seu cultivo. De acordo com o paisagista Luciano Lacerda, do Villa Garden, o que as orquídeas precisam para se manter bonitas e saudáveis por muito tempo é apenas um pouco de cuidado específico e dedicação. “As orquídeas são flores sensíveis, mas não são necessariamente difíceis. É preciso saber entender os sinais que a planta dá. Por exemplo, água de menos é sempre melhor que água demais”, explica Luciano.

Foto: reprodução internet

Foto: reprodução internet

Segundo o paisagista, um dos principais erros cometidos pelos criadores de orquídea de primeira viagem é regar a planta além do necessário. Para o nosso clima, basta fazer o procedimento apenas duas vezes por semana. “Para saber se a orquídea precisa de água, a melhor forma é testar o substrato onde ela está plantada. Basta colocar o dedo na terra, se ela estiver úmida, não precisa regar”, ensina. Para manter a raiz de sua orquídea sempre seca, sem risco de ataques de fungos por apodrecimento, aposte em vasos de barro, que possuem melhor drenagem e não deixarão que as raízes encharquem.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Luciano lembra também que as orquídeas gostam de lugares amenos, protegidos da luz direta do sol. “Elas preferem os primeiros raios de sol da manhã, mas é preciso tomar bastante cuidado. Caso perceba que as folhas da orquídea estão ficando amarelas, é sinal de que ela está recebendo muita luz. Neste caso, basta mudar a planta para um local onde a incidência do sol não seja intensa, que o problema tende a ser resolvido”, contou.

Foto: reprodução internet

Foto: reprodução internet

O paisagista explica que se a base da orquídea estiver a menos de um dedo da boca do vaso, é preciso trocá-la de moradia. “Quando for fazer o replantio, procure deixá-la dois dedos de altura abaixo da boca do vaso. Na hora de acomodar a planta em sua nova morada, repare de qual lado surgem os novos brotos – esta é a frente da orquídea. A parte posterior deve ser encostada em um dos lados para que ela possa firmar o seu desenvolvimento”, finalizou.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Compartilhe
Publicado por
Mirella Martins

Comentários
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com