O terceiro reduto de João Câmara

Publicado em Casa Notas 30/09/2013 às 8:25
O terceiro reduto de João Câmara

ARTISTA João Câmara só vai ao endereço nas Graças quando precisa

NÚMERO 420 Casa de João Câmara chama atenção na Rua das Pernambucanas (Fotos: Felipe Ribeiro/JC Imagem)

NÚMERO 420 Casa de João Câmara chama atenção na Rua das Pernambucanas (Fotos: Felipe Ribeiro/JC Imagem)

Ninguém imagina como um casarão daqueles pode ficar fechado e, ainda assim, ser tão cheio de vida, observado por quem chega ao fim da Rua das Pernambucanas, no bairro das Graças. João Câmara só vai lá quando realmente precisa. Vai levar um novo quadro ou conceder entrevista para algum pesquisador ou jornalista, como foi o caso do Social1. No restante dos dias, suas obras dão um ar diferente ao local, cuidadas por Beth Marinho, assistente do espaço. Grandes quadros fixados nas paredes do antigo casarão, talvez nem identificados, despertam a curiosidade de quem passa do lado de fora. A gente entrou na reserva técnica do artista plástico paraibano radicado em Pernambuco e mostra um pouco do terceiro reduto de João Câmara nas fotos e linhas a seguir.

ARTISTA João Câmara só vai ao endereço nas Graças quando precisa

ARTISTA João Câmara só vai ao endereço nas Graças quando precisa

Faz em média sete anos que João Câmara resolveu levar parte de sua obra para a casa de número 420 na Rua das Pernambucanas, nas Graças. O ateliê em Olinda, em frente à casa onde mora com a esposa, na Rua São Francisco, ficou pequeno para tantos quadros e histórias. Mas, o endereço mais recente foi escolhido por João, principalmente, para receber pessoas de fora, seja visita de colégios, pesquisadores, jornalistas; tudo feito por agendamento. Discreto, o artista supervaloriza sua intimidade e não gosta de se sentir invadido no lugar onde vive e trabalha. Antes da casa na Rua das Pernambucanas, ele afirma que não recebia ninguém.

DSC_7555

RESERVA TÉCNICA Espaço guarda as obras de João Câmara

Apesar da negativa do artista, que assegura que artes plásticas não é um segmento de glamour, como muitos pensam, é difícil não considerar a poesia presente nos cômodos do casarão, que funciona como reserva técnica. Grandes quadros, grandes figuras humanas pregadas na parede levam os visitantes à reflexão, à entrada em um outro universo. “Gosto de pintar figuras humanas, não a natureza morta só. E trabalho na grande área. O craque atua em pequenas áreas. Eu sou o clínico geral, passo por todos os lugares”, diz ele.

DSC_7607 DSC_7552

João Câmara afirma que seu trabalho é 80% físico e 20% espiritual. Considera a inspiração, em 90%, e o artesanal, que é quando surge a necessidade pelo objeto em execução. Aos 70 anos, o artista pinta todos os dias. Começa de manhã cedo e retorna após a pausa para o almoço e descanso, encerrando as atividades por volta das 18h. “O que eu sei fazer é pintar”, declara ele, que além de Belas Artes, estudou Psicologia. Se o último bacharelado influenciou em sua pintura? João garante que não.

DSC_7549 DSC_7550

Protagonista de incontáveis exposições individuais no Brasil e no exterior, assunto de livros, contribuinte de revistas e livros, João Câmara está escrevendo um livro sobre gravuras, com litogravuras que fez por 15 anos. O lançamento está previsto para o ano que vem. Além dese, outro projeto na vida do artista é se desfazer da piscina que fica na área externa do casarão. O pintor quer mais espaço para mostrar seus quadros.

MUDANÇAS O artista vai se desfazer da piscina para dar mais espaço a suas obras

MUDANÇAS O artista vai se desfazer da piscina para dar mais espaço a suas obras

Compartilhe
Publicado por

Comentários
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com