publicidade
23/10/20
O trabalho foi reconhecido no último dia 15, em evento da Sociedade Brasileira de Computação (SBC). Foto: Reprodução
O trabalho foi reconhecido no último dia 15, em evento da Sociedade Brasileira de Computação (SBC). Foto: Reprodução

Estudante pernambucano é premiado em evento da Sociedade Brasileira de Computação

23 / out
Publicado por Maria Ligia em INOVAÇÃO às 14:46

Um estudante recifense da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) foi o vencedor do prêmio de Melhor Artigo Completo Geral do XX Simpósio Brasileiro em Segurança da Informação e de Sistema Computacionais, da Sociedade Brasileira de Computação (SBC). Aluno de 5º período de Ciência da Computação, Mateus Lins, de 20 anos, desenvolveu um sistema especialista para a detecção de sites suspeitos. O trabalho foi reconhecido no último dia 15, no evento realizado pelo Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e Universidade Federal Fluminense (UFF).

A plataforma criada é capaz de extrair características de uma página e classificá-la entre segura e maliciosa. “Pode ser pelo tamanho URL, como pelo domínio – se há presença de palavras ou empresas em locais onde não deveriam estar. São vários atributos que pode extrair. inclusive atributos externos, como verificação de certificado SSL, que sites seguros geralmente têm”, exemplificou.

Com base nisso, o sistema soma uma pontuação por cada atributo não seguro identificado. “Quando a pontuação extrapola, o site é identificado como suspeito”, explicou o estudante.

Feito sob orientação do professor orientação Carlo Silva, da Universidade de Pernambuco (UPE), e com o professor Péricles Miranda, da UFRPE, o artigo é uma continuação de outro trabalho começado como projeto de Iniciação Científica.

Prêmio Melhor Artigo Completo! Ganhador do melhor artigo completo! Xphide: Um Sistema Especialista para a Detecção de…

Publicado por Simpósio Brasileiro de Segurança da Informação e de Sistemas Computacionais em Quinta-feira, 15 de outubro de 2020

A primeira versão, que avaliava apenas alguns dos atributos mais relevantes, foi eleito melhor artigo estudantil no Encontro Nacional de Inteligência Artificial e Computacional (Eniac) no ano passado. Para conferi-lo, acesse o link.

Para Mateus, a experiência tem sido “extraordinária”. O estudante não pensava que iria enveredar pelo campo da pesquisa; entrou no curso interessado no mundo dos jogos. “Essa área se mostrou interessante quando recebi a proposta de Iniciação Científica. Apareceu essa oportunidade, eu aceitei, e acabou que eu gostei. É bastante trabalhoso, mas as recompensas se mostram muito satisfatórias”, conta.

Mesmo após os resultados, a pesquisa continua. O planejamento final da equipe é criar um portal no qual o usuário pode inserir um link aparentemente malicioso para verificar seu grau de segurança. “Quando a pessoa não se sentir segura, poderá copiar e colar o link nesse site”, resumiu.


FECHAR