publicidade
15/10/20
Medo de tocar em assuntos considerados delicados foi um dos fatores para a mudança - Reprodução/Pixabay
Medo de tocar em assuntos considerados delicados foi um dos fatores para a mudança - Reprodução/Pixabay

Pandemia da covid-19 modificou conteúdo da maioria dos influenciadores; entenda

15 / out
Publicado por Juliana Melo em INTERNET às 15:48

É fato que a pandemia da covid-19 e a quarentena tiveram um grande impacto na rotina dos brasileiros. Mas, uma pesquisa realizada entre a Squid e F.biz mostrou que o novo cenário também transformou os conteúdos produzidos pelos influenciadores digitais. O estudo ouviu mais de 1600 creators para entender as mudanças no comportamento.

Entre os entrevistados, 63,2% afirmaram que mudaram os temas abordados e passaram a falar sobre assuntos como saúde (14,9%), entretenimento (13,7%) e alimentação (12,2%). A pesquisa também apontou que cerca de 16% dos creators afirmaram que deixaram de publicar conteúdos por acreditarem ser assuntos sensíveis e até mesmo para evitar uma reação negativa pelos seguidores. As  viagens (44%), eventos (35% ) e compras (14%) foram os principais temas considerados como delicados.

Para Rafael Arty, sócio e Head do Comercial da Squid, a mudança de comportamento e alteração de área de conteúdo compartilhado é uma adaptação natural, mas foi acelerada pela quarentena “Influenciadores estão constantemente testando novidades para o público, trazendo conteúdos de acordo com o que a audiência se identifica. A impossibilidade de sair de casa acelerou o processo de mudança que costuma ser gradual para não impactar tanto o público. Esses dados mostram como a consciência do estado atual que estamos vivemos e como esses creators impactam na vida das pessoas como um fator decisório, não apenas de consumo, mas de exemplo a ser seguido”, diz Arty.

De acordo com Amanda Gasperini, diretora de Data Intelligence & Insights da F.biz, “as pessoas estão buscando por referências que se conectem com seu propósito e seus valores neste momento que estamos vivendo e os influenciadores são um reflexo direto disso. Seletividade de conteúdo, lives como entretenimento e a busca por informações verdadeiras marcam a mudança de comportamento atual”.

Outras informações do estudo estão disponíveis no site da squidit.


FECHAR