publicidade
04/08/20
 Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Função de pagamento no WhatsApp é liberada para testes no Brasil; entenda

04 / ago
Publicado por Manuela Figueredo em Aplicativos às 8:02

O WhatsApp Pay, também conhecido como WhatsApp Pagamentos, tinha sido proibido de funcionar no País pelo Banco Central do Brasil (Bacen) e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), no dia 23 de junho. No entanto, a proibição foi recentemente revogada pelas duas instituições. Agora, a nova modalidade inicia a fase de testes com as empresas Visa e Mastercard, que vão realizá-la com um grupo limitado de pessoas a partir de transações de baixo valor.

Função

O WhatsApp Pay  permite a realização de transferências de valores dentro do aplicativo de mensagens. Assim, os usuários podem receber e enviar dinheiro para outras contas bancárias e, ainda, realizar pagamentos de boletos, produtos e serviços de empresas disponíveis no WhatsApp Business. Para utilizar o serviço de pagamento, que acontece através do Facebook Pay, é preciso configurar um cartão de débito ou crédito na plataforma.

Pagamento pelo whatsapp

Testagens

O Brasil seria o primeiro país a receber a funcionalidade de pagamentos do WhatsApp. Entretanto, segundo o Bacen e o Cade, a ferramenta poderia representar riscos ao Sistema de Pagamentos Brasileiro e, por isso, deveria passar por uma análise antes de ser liberada. Em comunicado à Reuters, a Mastercard explicou que “a funcionalidade ficará liberada apenas para um grupo limitado de cartões que realizarão transações de baixo valor”. Igualmente, a Visa recebeu a autorização do BC apenas para testes, não para operação comercial.

Segundo o CanalTech, de início, o serviço estava disponível apenas para clientes do Nubank, Banco do Brasil, Sicredi e Woop. As transações eram processadas apenas pela Cielo, com taxa zero para pessoa física e 3,99% para pessoa jurídica (no WhatsApp Business). Ainda, há suspeitas de que o Itaú e o Bradesco teriam desistido do WhatsApp Pagamentos pouco antes de seu lançamento. No entanto, estava sendo preparado o suporte a cartões do Santander, Banco Inter, C6 e Neon, além da bandeira Elo.


FECHAR