publicidade
18/03/20

WhatsAapp lança um “hub de informações” sobre o coronavírus para combater desinformação

18 / mar
Publicado por Manuela Figueredo em Aplicativos às 10:20

Em meio a pandemia do novo coronavírus, o aplicativo de mensagens mais conhecido do mundo, WhatsApp, lançou um “hub de informações” para informar como os usuários devem utilizar o WhatsApp para manter-se conectado durante a pandemia do novo coronavírus, nesta quarta-feira (18).

Além de orientar o distanciamento social, utilizando o recurso do aplicativo que permite o contato virtual entre pessoas, o site também orienta escolher fontes de informações confiáveis para se atualizar – como a Organização Mundial de Saúde (OMS) ou o Ministério da Saúde do país que se encontra o usuário – para que assim seja possível combater a disseminação de notícias falsas sobre a doença.

“Temos o compromisso de oferecer apoio a todos os prestadores de serviço para que eles possam atender às necessidades da comunidade durante a pandemia. Saiba como usar o WhatsApp para manter sua comunidade conectada e informada sobre o novo coronavírus”, explica o texto do site.

O WhatsApp criou páginas específicas, dentro da página principal, com informações direcionadas para grupos como profissionais de saúde, educadores, organizações sem fins lucrativos e governos locais e empresas locais. Além disso, também criou artigos com exemplos de  pessoas e organizações estão usando o WhatsApp “para manter o contato com suas comunidades em tempos difíceis.”

Redes sociais tem oferecido informações oficiais do Ministério da Saúde sobre coronavírus

Mapa em tempo real com casos de coronavírus é lançado pela Microsoft

Coronavírus: saiba como limpar corretamente seu celular e evitar a propagação do vírus

>> Tudo que você precisa saber sobre o novo coronavírus

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o mapa de casos


FECHAR