publicidade
23/01/20
A baixa do IGTV está relacionado a falta de oportunidades de monetização para os criadores. Foto: Reprodução
A baixa do IGTV está relacionado a falta de oportunidades de monetização para os criadores. Foto: Reprodução

Instagram tira IGTV da tela inicial

23 / jan
Publicado por Manuela Figueredo em Aplicativos às 11:49

Mais uma novidade no mundo do Instagram: foi removido o botão que levava o usuário ao conteúdo veiculado pelo IGTV, a partir da tela inicial do aplicativo. Essa opção era uma das tentativas de aumentar o uso da plataforma, mas não surtiu o efeito esperado. Então, o Facebook, dono da plataforma, decidiu tirá-lo.

 

Antes e depois

O objetivo do IGTV, que depois foi incorporado dentro do próprio Instagram, é de permitir vídeos mais longos e que podem ter até uma hora de duração – de pé, na vertical ou até mesmo na horizontal, opção liberada ano passado.

“Enquanto continuamos a trabalhar para facilitar a criação e descoberta de conteúdo IGTV, aprendemos que a maioria das pessoas encontra conteúdo IGTV por meio de visualizações no Feed, no canal IGTV no explore, nos perfis dos criadores e no aplicativo autônomo. Muito poucos estão clicando no ícone IGTV no canto superior direito da tela inicial no aplicativo Instagram”, disse um porta-voz da empresa no Facebook ao TechCrunch.

O IGTV vai deixar de estar na página principal, mas continuará na rede social. Para acessar, só precisa ir até a aba de Descobertas e entrar no botão, que fica na parte superior esquerda da página. Entretanto, o fato de não ser um destino atraente o suficiente para garantir um botão da página inicial, denuncia que a ferramenta não se tornou um sucesso, como os lançamentos anteriores do app.

TikTok x IGTV 

Comparativo entre os downloads dos dois aplicativos

Desde que foi lançado em junho de 2018, menos de 1% de todos os usuários da rede social fizeram download. De acordo com Techcrunch, enquanto o IGTV alcançou 7 milhões downloads (dos mais de 1 bilhões de usuários do Instagram), o aplicativo chinês TikTok recebeu 1,15 bilhão de no mesmo período, desde o lançamento do IGTV em junho de 2018.

A ascensão do  Titktok prejudica o crescimento do IGTV, que, inclusive, não compartilha parte do lucro de anúncios com os criadores. O único suporte financeiro oferecido aos criadores do IGTV é o reembolso dos custos de produção para algumas celebridades. Mas ainda assim, elas tem restrições. A celebridades contratadas, por exemplo, não podem fazer quaisquer menções políticas, sociais ou sobre eleições.

Segundo especialistas, os principais fatores para a baixa do IGTV no momento são a falta de oportunidades de monetização, conteúdos exclusivos pouco atrativos e, também, limitações. Enquanto isso, o aplicativo chinês tem investido massivamente em anúncios e, pelo que tudo indica, obtido retorno.

Futuro do IGTV

A falta de ganhos financeiros pesa muito para os criadores. Afinal, quanto menos vantagens os produtores de conteúdo tiverem, menor será a adesão deles no IGTV também. Por isso, é compreensível que alguns criadores de conteúdo hesitem em dedicar tempo ao IGTV. Sem o conteúdo deles para manter o fluxo, também é natural que os usuários não estejam mergulhando voluntariamente na página inicial. Embora o futuro do IGTV pareça incerto, a prática de investir em monetização tem se mostrado a rota mais segura para o sucesso dos concorrentes.


FECHAR